SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   China utiliza tecnologia do satélite beidou para criar primeiro porto automatizado

China utiliza tecnologia do satélite beidou para criar primeiro porto automatizado


Fonte: Informativo dos Portos (21 de janeiro de 2021 )

No dia 17 de janeiro, a área de demonstração da condução automatizada do terminal portuário de Tianjin, uma fileira de caminhões sem motorista passa de forma ordenada na estação de desbloqueio automático, estacionam no local pré-determinado, o guindaste automatizado coleta o contêiner do caminhão e o posiciona corretamente no navio de carga. O responsável pelo “Departamento de Transporte Marítimo” do “Ministério dos Transportes da China” disse que esta é a primeira vez que a China utiliza a tecnologia Beidou para automatizar portos.

 

O presidente do Tianjin Port (Group), Jiao Guangjun, apresentou aos repórteres que o Porto de Tianjin foi o primeiro a atualizar com tecnologia de automação com o posicionamento por satélite Beidou, levou menos de um ano para alcançar o processo completo de transformação de automação do terminal de contêineres tradicional. Após a transformação, a eficiência operacional geral do porto aumentou quase 20%, o consumo de energia por contêiner diminuiu 20%, e os custos operacionais abrangentes caíram 10%.

 

Nos últimos anos, a indústria de transportes da China esteve em uma expansão contínua das aplicações do sistema Beidou. Até o momento, mais de 6,98 milhões de veículos operando nas estradas receberam a instalação do sistema Beidou, assim como mais de 1.300 navios oficiais foram instalados com o sistema e realizaram a primeira aeronave de transporte com o sistema Beidou. Conquistando um avanço do zero para ampla aplicação da tecnologia.

 

Peng Xiaoguang, gerente do departamento de engenharia técnica da Tianjin Port (Group), informou que a capacidade de cobertura de 24 horas do sistema de navegação por satélite Beidou é a base para garantir a operação ininterrupta de 24 horas de caminhões sem motorista. Enquanto isso, o suporte de posicionamento de alta precisão para a área doméstica é a base para garantir a precisão de posicionamento dos caminhões sem motorista.

 

Desde o ano passado, diante da pressão de crise trazida pela pandemia, o Porto de Tianjin tem feito esforços para construir uma nova infraestrutura, aplicando em grande escala o sistema de navegação via satélite Beidou e caminhões elétricos sem motorista autodesenvolvidos. Com a tecnologia, a produção do Porto Tianjin tem mantido um crescimento positivo por vários meses, e a produção anual de contêineres do ano passado excedeu 18,35 milhões de TEUs (contêiner de 20 pés), um aumento de 6,1% em relação ao ano passado.

 

“No futuro, construiremos um consórcio de inovação baseado em equipes de pesquisa colaborativa e estações de trabalho de especialistas acadêmicos, adotaremos firmemente as tecnologias centrais, aceleraremos o desenvolvimento digital e forneceremos mais experiências benéficas replicáveis e promovíveis para a construção dos portos inteligentes do mundo”, disse Chu Bin, Presidente do Conselho de Administração da Tianjin Port (Group).


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais