SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Litoral paulista apresenta praias próprias para o banho de mar

Litoral paulista apresenta praias próprias para o banho de mar


Fonte: CETESB (12 de janeiro de 2021 )
Balanço, nos primeiros dias de janeiro, aponta a maioria das praias monitoradas pela CETESB como próprias. O momento da pandemia deve ser respeitado, com uso de máscara, distanciamento social e sem aglomerações em locais públicos.

 

No início de 2021, dos 167 pontos, nas 150 praias do litoral paulista, atualmente monitoradas pela CETESB – Companhia Ambiental do Estado de São Paulo, 154 encontram-se com a qualidade boa para o banho de mar. Apenas 13 pontos apresentaram qualidade imprópria. Isso representa menos de 10%, um índice bom para a primeira semana do ano.

 

No Litoral Norte, Ubatuba registrou 5 praias com classificação imprópria; Caraguatatuba 2; São Sebastião 1 e Ilhabela 4. Na Baixada Santista, todas as praias dos 9 municípios apresentaram qualidade boa; apenas a praia do Perequê, em Guarujá, está imprópria. As praias do Litoral Sul em Iguape e Ilha Comprida também estão todas próprias para o banho de mar.

 

As praias monitoradas pela CETESB, em geral, são aquelas mais utilizadas pelos banhistas ou com maior potencial de fontes de poluição fecal. Dos 448 km de praias do litoral paulista, aquelas monitoradas abrangem cerca de 256 km, o que resulta em 1 ponto a cada 1,5 km em média, cobrindo 15 municípios costeiros do estado de São Paulo, excetuando-se o município de Cananeia.

 

Pandemia

O Governo do Estado de São Paulo vem atuando diariamente para o combate ao novo coronavírus e o controle da COVID-19, nome da doença causada pelo vírus. Parte das iniciativas visa restringir a aglomeração e a circulação de pessoas, a fim de reduzir a possibilidade de contágio, além de ações para assegurar atendimento a pacientes e para economia do Estado.

 

Evite sair de casa, sem necessidade. Se sair use máscara e evite aglomerações. Respeite o distanciamento social.

 

www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus/proteja-se/


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais