SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Projeto de túnel começa a andar até fevereiro

Projeto de túnel começa a andar até fevereiro


Fonte: Valor Econômico (23 de dezembro de 2020 )

O projeto de um túnel imerso para a ligação seca Santos-Guarujá começará a ganhar corpo nas próximas semanas. Entre janeiro e fevereiro, a Autoridade Portuária de Santos (SPA) – novo nome da antiga Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) – deverá abrir chamamento público para a doação de estudos relativos ao túnel.

 

A informação foi dada ao Valor pelo presidente da estatal, Fernando Biral, que prefere não entrar na disputa crescente entre os defensores desse projeto e o plano de uma “superponte” apoiado pelo governo João Doria (PSDB).

 

Casemiro Tércio Carvalho, ex-presidente da SPA e líder do movimento “Vou de Túnel”, alega que a ponte não afetaria somente o desenvolvimento futuro do portuário. Segundo ele, prejudicaria a navegabilidade desde já, elevando o risco de acidentes e o tempo de manobra dos navios de grande porte, com a possibilidade de filas para o canal de acesso ao porto.

 

Tércio acredita que o túnel custaria em torno de R$ 3 bilhões e teria um pequeno valor presente líquido (VPL) negativo – estimado em R$ 300 milhões. Ou seja, as receitas obtidas com tarifas dos usuários não arcariam totalmente com o investimento na construção e na operação do projeto.

 

O executivo defende que o empreendimento seja levado adiante como subconcessão da própria autoridade portuária, mas antes de sua privatização – já anunciada pelo governo Jair Bolsonaro e prevista para 2022. Com isso, o futuro dono ou concessionária do Porto de Santos herdaria esse contrato.

 

Para ele, o túnel tem vantagens logísticas sobre a ponte e o bônus de beneficiar a mobilidade urbana, porque o VLT de Santos já chega muito perto de onde estaria localizado. Além disso, desoneraria usuários do Sistema Anchieta-Imigrantes, complexo de rodovias que conecta São Paulo à Baixada Santista e é operado pela Ecorodovias. Um caminhão carregando contêiner paga em torno de R$ 150 para percorrer esse trajeto.

 

Em novembro, como antecipou o Valor, o governo Doria entregou ao Ministério da Infraestrutura uma revisão do projeto de ponte Santos-Guarujá. O novo projeto prevê uma ponte pênsil – antes era estaiada – com 750 metros de largura e 85 metros de altura no vão principal. O investimento é estimado em R$ 3,9 bilhões e seria bancado pela Ecorodovias, por meio de um aditivo à concessão da Anchieta-Imigrantes, que expira em 2026.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais