SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Porto de Niterói bate recorde e espera nova arrecadação histórica para 2021; mercado de offshore impulsiona setor

Porto de Niterói bate recorde e espera nova arrecadação histórica para 2021; mercado de offshore impulsiona setor


Fonte: O Globo (22 de dezembro de 2020 )

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), que bateu um recorde histórico de faturamento no Porto de Niterói este ano, com receita de R$ 7,2 milhões, valor 9,8% maior que o de 2019, prevê o mesmo desempenho em crescimento em 2021, também com arrecadação inédita. Com uma leve oscilação negativa no ano passado, o rendimento do porto da cidade triplicou na última década, impulsionada pelo mercado de offshore. As principais cargas movimentadas são suprimentos, peças e equipamentos para plataformas e navios.

 

O faturamento do porto vem das tarifas públicas (58%) e de arrendamentos (42%). Um dos terminais é administrado pela empresa Nitshore Engenharia e Serviços Portuários; e o outro, pela Nitport Serviços Portuários. O desenvolvimento do setor de óleo e gás na Bacia de Santos fez do local a principal porta de entrada e saída de equipamentos nos últimos anos, levando o faturamento a saltar de R$ 2,6 milhões em 2010 para os atuais R$ 7,2 milhões.

 

— O resultado recorde foi com faturamento até novembro, faltando ainda um mês para o fim do ano. Muito provavelmente, o crescimento vai ficar em torno de 12%, o que num cenário de pandemia é surpreendente — considera Mario Povia, diretor de Gestão Portuária da CDRJ, que visitou o Porto de Niterói no último dia 9. — Em janeiro, nossa expectativa era essa, mas já em março, com o coronavírus, não, e revimos as projeções. Não esperávamos uma resposta tão rápida.

 

Peças e equipamentos

Com uma localização estratégica na Baía de Guanabara, o Porto de Niterói se tornou uma base logística em apoio às atividades offshore. Mario Povia salienta que melhorias como a dragagem do canal de acesso ao porto para possibilitar a passagem de embarcações maiores serão executadas, a fim de aproveitar o bom momento do setor.

 

— Temos um horizonte muito favorável, principalmente na Bacia de Santos, onde há uma retomada de negócios na fase pré-operacional, com empresas se instalando. E o Porto de Niterói é operacional para os serviços de plataformas. Temos aqui a troca de equipamentos entre plataformas e terra, e de peças que vêm do exterior. O foco do Porto de Niterói são equipamentos de engenharia — explica.

 

Além dos terminais arrendados, a gerência do Porto de Niterói pratica a cobrança das tarifas públicas das embarcações que acessam os estaleiros no seu entorno. A CDRJ também administra os portos do Rio, de Itaguaí e de Angra dos Reis.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais