SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Brasil cria embalagem biodegradável para exportar manga

Brasil cria embalagem biodegradável para exportar manga


Fonte: ANBA (21 de dezembro de 2020 )
A fruta processada poderá ser embarcada em um invólucro feito de fibra de coco. Material é leve e deve agregar valor ao produto, que passa a ser totalmente sustentável. – Foto: Bruna Machado/Senai

 

São Paulo – Pesquisadores brasileiros desenvolveram uma embalagem biodegradável para transportar manga em embarques internacionais. O invólucro é feito de fibra de coco e foi pensado para os envios da fruta processada. A pesquisa foi desenvolvida dentro do projeto Gesfrut por Bruna Machado, do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), da Bahia, em parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) na unidade Mandioca e Fruticultura.

 

As fibras de coco que compõem a embalagem são parte do resíduo do processamento desta fruta e a mistura de polímeros utilizada se decompõe no ambiente em menos de seis meses após o descarte. A ideia é tornar a embalagem mais sustentável e melhorar rentabilidade das vendas na medida em que a fruta processada tem maior valor agregado frente ao produto in natura.

Com o produto em mãos, os cientistas estão, agora, abertos a parceria com setor privado para levá-lo ao mercado. “A tecnologia saiu, mas para se transformar em uma inovação com aplicação prática, é preciso alguns passos, principalmente uma parceria forte com a iniciativa privada para desenvolvê-la e colocar definitivamente no mercado”, afirmou o coordenador do Gestfrut, Domingo Haroldo, pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura.

 

Haroldo lembra que a embalagem que pode ser utilizada também por outras frutas. Para o protótipo se tornar produto de fato, o contato das marcas interessadas deve ser diretamente com o Senai.

 

Segundo os pesquisadores, as frutas minimamente processadas são uma demanda que vem crescendo no mercado, principalmente no europeu. “A Bahia é a maior exportadora de manga do Brasil, principalmente na região do São Francisco, em área irrigada. Mas nos embarques, em geral, vai a fruta toda [inteira]. E a ideia das frutas processas veio porque as pessoas querem algo mais conveniente. Também fica mais viável economicamente porque exportando apenas os pedaços, sem o caroço, o produto fica mais leve. Se o preço for melhor pode compensar um embarque feito por via aérea, por exemplo”, afirmou Haroldo.

 

Gestfrut

O edital do Gestfrut apoiou 20 projetos diferentes entre 2015 e 2019. Esta foi a primeira chamada de projetos voltados a frutas na Bahia e incluía sugestões que visassem inovação tecnológica e empreendedorismo na área da pesquisa. A Bahia é o segundo estado que mais produz frutas no País, ficando atrás apenas de São Paulo.

 

Doutor em Biologia Vegetal, Haroldo explica que o Gestfrut tinha uma característica própria. No edital, a Embrapa, além de executar suas atividades, era o órgão quem coordenava outras equipes, uma função que normalmente era exercida pela agência financiadora. “Levantamos as demandas das diferentes cadeias e polos de fruticultura. Criamos um site só com informações dessa cadeia e desenvolvemos muitas soluções, incluindo sistemas de produção orgânica e esta embalagem, por exemplo. Infelizmente, por enquanto não houve um segundo edital para continuidade aos projetos, por problemas de orçamento, pandemia e tudo mais”, explicou o pesquisador, que espera que a iniciativa possa ser retomada nos próximos anos.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais