SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Brasil quer acordo de livre-comércio com Indonésia e Vietnã

Brasil quer acordo de livre-comércio com Indonésia e Vietnã


Fonte: MSN (17 de dezembro de 2020 )
© Tiago Queiroz/Estadão – 20/7/2018 Porto de Santos (SP)

 

BRASÍLIA – O Brasil começará tratativas para a negociação de um acordo de livre-comércio com a Indonésia e o Vietnã. Em reunião na semana passada, a Câmara de Comércio Exterior (Camex) deu autorização para que o país inicie conversas junto aos demais membros do Mercosul para dar início às negociações com os dois países asiáticos.

 

O entendimento não pode ser negociado bilateralmente pelo Brasil, já que, pelas regras do Mercosul, um país-membro não pode assinar acordo com nações de fora do bloco envolvendo questões tarifárias.

 

A avaliação no governo brasileiro é que o tamanho da população, a taxa de crescimento expressiva da economia e o aumento consistente do nível de renda per capita da Indonésia e do Vietnã representam oportunidades para o comércio exterior brasileiro. Além da redução de tributos, a negociação deve incluir também a retirada de barreiras não-tarifárias incidentes no comércio com os dois países, como exigências sanitárias e licenças burocráticas.

 

A aprovação pela Camex do chamado “mandato negociador” é o primeiro passo para a abertura de tratativas formalmente. Com isso, o governo brasileiro cumpre os requisitos internos necessários e pode dar início a articulações com os demais sócios do Mercosul para delinear a estratégia de como avançar nos próximos passos da negociação comercial.

 

A Indonésia é a 4ª nação mais populosa do mundo, com mais de 270 milhões de habitantes e a 16ª maior economia mundial. Em 2019, o Brasil exportou US$ 1,71 bilhão e importou US$ 1,3 bilhão para o país. Já o Vietnã tem uma população de 95 milhões de habitantes e recebeu, no ano passado, US$ 2 bilhões em produtos brasileiros. As importações brasileiras com origem no país somaram US$ 2,5 bilhões.

 

Foram feitos estudos de impacto econômico-comercial que indicam potencial positivo para a economia brasileira em celebrar acordos de livre-comércio com os dois países parceiros. De acordo com as análises, é esperado com isso aumento do produto, do investimento, das exportações e das importações totais brasileiras.

 

A negociação de acordos comerciais é uma das estratégias da equipe de Paulo Guedes para abrir a economia brasileira. Estão em andamento negociações do Mercosul com o Canadá, Coreia do Sul, Líbano e Singapura, além de negociações bilaterais do Brasil com outros países em questões não-tarifárias.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais