SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Valor da produção agropecuária do país deverá superar R$ 1 trilhão em 2021

Valor da produção agropecuária do país deverá superar R$ 1 trilhão em 2021


Fonte: Valor Econômico (15 de dezembro de 2020 )
Segundo o Ministério da Agricultura, aumento ante 2020, mais uma vez puxado pela soja, será de 15,7%

 

O forte ritmo de crescimento do Valor Bruto da Produção (VBP) agropecuária brasileira terá prosseguimento em 2021 e o montante deverá superar pela primeira vez a marca de R$ 1 trilhão, apontaram estimativas recém-concluídas pelo Ministério da Agricultura.

 

Segundo os novos números da Pasta, o VBP do campo (“da porteira para dentro”) deverá somar R$ 1,025 trilhão no ano que vem, 15,7% mais que o recorde previsto para 2020 (R$ 885,8 bilhões, aumento de 15,1% ante 2019).

 

Para o VBP das 21 lavouras que compõem o levantamento, a expectativa é que o total chegue a R$ 707,7 bilhões em 2021, um incremento de 18,2% na comparação com o cálculo para este ano (R$ 599 bilhões, 19,2% mais que em 2019).

 

E é entre as culturas agrícolas que está o maior destaque tanto de 2020 quanto de 2021. Com colheitas e preços recorde, a soja, carro-chefe do agronegócio brasileiro, deverá alcançar VBP de R$ 237,7 bilhões neste ano, 40,4% acima do valor de 2019, e R$ 328,6 bilhões no ano que vem, um avanço de mais 38,2%. Ou seja, se esse cenário for confirmado em dois anos o valor bruto da produção do grão praticamente dobrará.

 

Também para o milho são boas as perspectivas, igualmente embaladas por colheitas recorde e preços nas alturas — em parte, como no caso da soja, por causa do câmbio.

 

O ministério projeta o VBP do cereal em R$ 94,6 bilhões em 2020, 20,9% superior ao de 2019, e em R$ 112,8 bilhões em 2021, avanço de mais 19,3%.

 

Entre as lavouras mais relevantes, também vão crescer em 2021 os VBPs do arroz (20,9%, para R$ 20,1 bilhões), da batata (26,4%, para R$ 9,2 bilhões), do cacau (13,8%, para R$ 3,9 bilhões), do tomate (6,8%,12 bilhões), do trigo (11,8%, para R$ 9,1 bilhões) e da uva (7,2%, para R$ 6,2 bilhões).

 

Para o conjunto das cinco principais cadeias da pecuária, o ministério elevou sua projeção para o VBP no ano que vem para R$ 317,6 bilhões, um incremento de 10,7% ante 2020 (R$ 286,8 bilhões, 7,3% mais que em 2020).

 

O segmento é puxado pelos bovinos, cujo VBP deverá atingir R$ 124,2 bilhões este ano, 14,5% acima do resultado de 2019, e R$ 139,9 bilhões em 2021, um aumento de mais 12,6%.

 

Para o frango, o ano que vem promete ser de recuperação. Há uma queda de 4,1% prevista para 2020, para R$ 77,2 bilhões, mas uma alta de 11,6% para 2021, para R$ 86,2 bilhões.
Já para os suínos, cujo VPB deverá aumentar 23,3% em 2020, para R$ 26,9 bilhões, a Pasta projeta nova alta, de 18,8%, para o ano que vem, para R$ 32 bilhões.

 

Pesam para o cenário positivo traçado pelo ministério para as proteínas animais as perspectivas positivas para as exportações, sobretudo para a China, e também para o mercado doméstico em função da provável recuperação da economia depois de domada a covid-19.

 

Ainda na pecuária, o VBP do leite deverá chegar a R$ 44,9 bilhões em 2021, 6,2% acima do resultado previsto para este ano. Já o valor da produção de ovos deverá cair 9,7%, para R$ 14,6 bilhões, depois de um crescimento de 10,1% em 2020.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais