SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Sistema de tráfego de embarcações em fase final de testes

Sistema de tráfego de embarcações em fase final de testes


Fonte: CODESA (15 de dezembro de 2020 )
Foto: CODESA

 

O mais moderno sistema de monitoramento e controle de tráfego de embarcações do mundo, o Navi-Harbour 4.6 3D já está em fase final de testes no Porto de VitóriaSegundo o coordenador de Gestão do VTS da CODESA, Agostinho Sobral Sampaio, o novo sistema está funcionando em paralelo ao software Imare, da Indra, que atualmente opera o VTMIS (Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações) do Porto de Vitória.

 

“A equipe de operadores e supervisores do VTMIS está passando por vários treinamentos para operar o Navi-Harbour, da empresa Wartsila. A primeira fase foi realizada em novembro, via web, e, na segunda semana de janeiro, o engenheiro russo Dimitri Vinogradov, da Wartsila, estará aqui para a fase presencial e o fechamento do curso. A partir daí, o novo sistema entra em operação em definitivo”, explicou Sobral.

 

Utilizado em mais de 300 portos no mundo, o Navi-Harbour permite a visão tridimensional da situação de navegação, possibilitando ao operador observar o tráfego de navios a partir de uma variedade de diferentes perspectivas. Importante: o sistema Imare não será desativado, passando a ser usado somente em casos de emergência no sistema operacional.

 

PMIS

Os dados e informações do sistema PMIS do Imare estão sendo migrados para o PMIS do Navi-Harbour 4.6, de modo que haja a continuidade dos registros dos bancos de dados e das integrações com os demais sistemas internos e externos da CODESA, como por exemplo o Porto Sem Papel (PSP), Sistema de Tráfego Marítimo da Marinha do Brasil (SISTRAM) e Sistema de Gerenciamento do Porto (SGP) da CODESA.

 

O PMIS é uma ferramenta que ajuda essencialmente a Autoridade Portuária, o Gerente do VTS, Serviços Aliados, operador portuário e outros agentes (Autoridade Marítima e prestadores de serviços) a gerenciar as escalas: autorização de escalas e despacho de partidas, atribuição e monitoramento da prestação de serviços na escala do navio (pilotagem, reboque, amarração e mais).

 

A nova tecnologia tornará ainda mais eficiente o controle e o monitoramento do tráfego de embarcações no Porto de Vitória. Implantado em 2017, o VTMIS da CODESA, que abrange o Porto de Vitória, Complexo Portuário de Tubarão e Praia Mole, canais de acesso, áreas de fundeio e adjacentes, está com índice de 100% sem acidentes.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais