SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Economia brasileira deve encolher de novo antes de voltar a crescer em 2021

Economia brasileira deve encolher de novo antes de voltar a crescer em 2021


Fonte: CNN (11 de dezembro de 2020 )
Indústria: nível mais baixo da atividade econômica deve ser alcançado entre abril e maio de 2021 Foto: Arquivo/Agência Brasil

 

Um estudo internacional apontou que o Brasil deve passar por uma nova queda de atividade econômica a partir do começo de 2021 antes de voltar a registrar uma recuperação mais sólida. O Rastreador da Recuperação Global, índice criado pela consultoria Euromonitor, avaliou a taxa de recuperação em 48 países — e o Brasil está entre as nações com pior perspectiva.

 

O índice aponta para uma nova redução da atividade econômica no país a partir do primeiro trimestre do ano que vem. O nível mais baixo deve ser alcançado entre abril e maio, repetindo o desempenho de 2020, quando a economia começou a declinar acentuadamente ainda no primeiro trimestre e alcançou sua menor atividade no meio do segundo trimestre.

 

O motivo para o declínio e atraso na retomada, segundo o estudo, são as novas ondas de infecção pela Covid-19. “O caminho para a recuperação do Brasil é longo e está vulnerável a uma segunda onda de infecções por Covid-19”, aponta o relatório.

 

Essa queda, segundo a consultoria, deve reverter a melhora que a economia nacional registra a partir do terceiro trimestre e devolvê-la a níveis de agosto.

 

O estudo aponta ainda uma recuperação já no segundo trimestre, mas insuficiente para restaurar a economia ainda no ano que vem. O nível de atividade econômica do Brasil pré-pandemia só deve ser restabelecido em 2022.

 

Retomada pelo mundo

 

As perspectivas quanto à recuperação dos outros países também não é das mais animadoras. Apenas 20 entre os 48 países avaliados devem recuperar seus níveis de atividade econômica até dezembro do ano que vem. A estimativa está amparada na ideia de que as campanhas de vacinação estejam em plena atividade para essas nações a partir do meio do ano.

 

Em 2020, a economia mundial deve sofrer uma retração de 5,3% –em setembro, a  consultoria estimava uma queda de 4,8% por conta. Essa piora na expectativa ocorre por causa do recrudescimento da pandemia em países da União Europeia. Para o ano que vem, o crescimento não deve ser maior que 0,7%, prevê o estudo.

 

Apesar da lenta recuperação, alguns países já alcançaram o nível econômico que tinham em 2019. A China, que teve o melhor resultado, aderiu ao lockdown severo nas regiões mais expostas ao vírus e recuperou seu nível pré-pandemia no terceiro trimestre deste ano. Suécia e Suíça, que optaram por uma política mais flexível de contenção do vírus, também já voltaram ao patamar econômico do ano passado.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais