SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Com novo perfil, Camex reativa conselho privado

Com novo perfil, Camex reativa conselho privado


Fonte: Valor Econômico (9 de dezembro de 2020 )
Carlos Pio, secretário-executivo da Camex: preferência foi por pluralidade — Foto: Jonas Pereira/Agência Senado

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) reativa nesta quinta-feira, com um novo formato e após diversos anos no limbo, seu conselho consultivo do setor privado. Ele terá duas dezenas de representantes da sociedade civil, divididos entre porta-vozes do meio empresarial (indústria, serviços e agronegócio), do mundo acadêmico e de entidades de direito dos consumidores. O ministro da Economia, Paulo Guedes, participará amanhã da retomada do grupo e pretende usá-lo, conforme suas palavras, para “oxigenar” as discussões sobre os próximos passos da política comercial.

 

O secretário-executivo da Camex, Carlos Pio, afirmou que mais de 300 associações empresariais procuraram o governo com interesse em participar do colegiado. A preferência, no entanto, foi por montar um conselho mais plural e com visões que não se restringissem estritamente aos empresários. “O setor privado é amplo e complexo. Somos nós consumidores que entramos numa concessionária para adquirir um carro novo, são os pequenos que precisam adquirir insumos e tecnologia”, observou.

 

A ideia é reunir o Conex – sigla do conselho – duas vezes por semestre. Estarão representadas as três maiores confederações patronais (CNI, CNA, CNC), com seus presidentes como membros titulares, e nove dirigentes de empresas. Embraer, Copacol, Stefanini e Indústria Brasileira de Metais estão na lista. A Proteste entrou como porta-voz dos consumidores. A Câmara Internacional de Comércio (ICC Brasil), os pesquisadores Honorio Kume e Sandra Rios e o ex-ministro da Agricultura Roberto Rodrigues também compõem o colegiado.

 

Do lado do governo, são dois integrantes: o secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Roberto Fendt, e o secretário-geral do Itamaraty, Otávio Brandelli. Não se trata de um canal de decisão. Será um fórum para consultas, explicou Carlos Pio, mas no qual o Poder Executivo tem real interesse em ouvir e discutir estratégias mais amplas.

 

O secretário da Camex ressalta: “A pauta não é do governo. O objetivo não é ter uma caixa de ressonância dos interesses oficiais nem buscar apoio para eventuais medidas. Queremos ouvir. E o próprio ministro diz que quer oxigenar o debate sobre a política comercial. Aumentar a produtividade do setor privado brasileiro depende do comércio exterior para o acesso a tecnologia, insumos e serviços”.

 

Carlos Pio exemplifica: a burocracia em Brasília pode discutir temas como a reforma tributária, o 5G e novos acordos comerciais – mas às vezes tem dificuldade em entender como esses temas batem na ponta. Desde o uso de uma nova tecnologia nos sistemas produtivos à aplicação de um imposto em operações privadas.

 

A recriação do conselho, por meio de um decreto presidencial publicado em outubro de 2019, ocorre após anos sem reuniões na reta final do governo Dilma Rousseff e na gestão Michel Temer. E sua reativação se dá em meio às críticas crescentes a Paulo Guedes pela falta de avanços na agenda de liberalização comercial que o ministro defendeu abertamente durante a campanha eleitoral. Temas como a reforma da Tarifa Externa Comum (TEC) ficaram sem progresso.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais