SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Navios autônomos geridos por inteligência artificial poderão ser desenvolvidos em SC

Navios autônomos geridos por inteligência artificial poderão ser desenvolvidos em SC


Fonte: Informativo dos Portos (8 de dezembro de 2020 )

 

O estado de Santa Catarina terá um papel de destaque no Brasil na criação de navios autônomos geridos por inteligência artificial. Essa noticia aconteceu em uma reunião virtual realizada no dia 1 de dezembro, com o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes.

 

O Cluster Nacional de Inteligência Artificial para Navios será uma plataforma gratuita para fortalecer a produção de tecnologias e facilitar parcerias. Atualmente, Santa Catarina já é destaque por conta do polo de produção naval localizado na foz do rio Itajaí-Açu, que já trabalha na construção de quatro fragatas de última geração destinadas à Marinha do Brasil.

 

O estado de Santa Catarina tem condições de ampliar esse mercado caso as decisões do cluster resultem na ampliação da indústria nacional. A Fapesc vai contribuir nesse contexto com a formação de recursos humanos e incentivo a novas pesquisas em Santa Catarina.

 

As diretrizes para criação e implantação do modelo no Brasil ainda serão discutidas pelo grupo de entidades. A mudança poderá impactar não apenas o sistema de logística brasileiro como também as estratégias de defesa nacional.

 

Na reunião estiveram representes da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial de Santa Catarina (SENAI SC), da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), da empresa WEG, da Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE) e da Itajaí Participações. Estiveram presentes também a deputada federal Ângela Amin e o senador Espiridião Amin.

 

A Empresa Gerencial de Projetos Navais da Marinha do Brasil (Emgepron) realizou a inauguração de sua base alocada em Santa Catarina, para acompanhar na elaboração e execução do projeto de construção dos navios (fragatas) Classe Tamandaré no estaleiro Oceana. Itajaí já é reconhecida nacionalmente como a capital da construção naval e deve, em breve, se tornar referência na América Latina.

 

O contrato para a construção naval de quatro embarcações no estaleiro Oceana, em Santa Catarina, foi assinado pela Marinha do Brasil e o consórcio Águas Azuis. O projeto é avaliado em mais de 6 bilhões de reais, com expectativas de gerar 2 mil empregos diretos e cerca de 6 mil indiretos no pico da produção.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais