SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Receita Federal apreende 298 kg de cocaína em carga de papel no Porto de Santos, SP

Receita Federal apreende 298 kg de cocaína em carga de papel no Porto de Santos, SP


Fonte: G1 (27 de novembro de 2020 )
Receita Federal apreende 298 kg de cocaína no Porto de Santos — Foto: Divulgação/Receita Federal

 

A Receita Federal localizou, nesta quinta-feira (26), 298 kg de cocaína em uma carga que estava no Porto de Santos, no litoral de São Paulo. O carregamento passaria pelo Porto de Gioia Tauros, na Itália e depois iria para Israel.

 

Segundo a Receita Federal, a droga estava em meio a um carregamento de papel. O contêiner em que a cocaína estava escondida foi escolhido para conferência, por meio de critérios objetivos de análise de risco. Escâneres e cães farejadores foram usados para a inspeção.

 

Durante a vistoria, um cão de faro da Receita Federal indicou a presença de drogas dentro do contêiner. Os fiscais abriram a carga e encontraram 270 tabletes de cocaína, totalizando 298 kg da droga.

 

Todo o carregamento foi entregue à Polícia Federal, que acompanhou o procedimento desde a localização das drogas no contêiner. A PF dará continuidade às investigações com base nas informações fornecidas pela Alfândega, a fim de identificar os responsáveis pela droga.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais