SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Tempestade da madrugada provocou problemas em toda a Baixada; morros estão em estado de atenção

Tempestade da madrugada provocou problemas em toda a Baixada; morros estão em estado de atenção


Fonte: Santaportal (17 de novembro de 2020 )

 

SANTOS – A chuva que atingiu a Baixada Santista na madrugada desta terça-feira (17) provocou alagamentos e quedas de árvores e prejudicou os telhados de 15 moradias no Morro Santa Maria, em Santos. De acordo com a Defesa Civil da Cidade, os agentes já atuam no acolhimento das famílias. Ao todo, apenas 10 famílias tiveram o telhado de suas moradias prejudicados. As demais casas atingidas já estavam vazias.

 

De acordo com os agentes da corporação, os ventos que acompanharam a chuva desta madrugada chegaram a 124 km/h, o que ocasionou quedas de árvores sobre algumas dessas casas de Santos, sendo uma na rua das Pedras, no Vale Verde, e Rua 1, no Morro Santa Maria. Os agentes informaram que haverá uma nova avaliação nos locais de ocorrência ainda nesta manhã.

 

A corporação notificou também quedas de árvores de grande porte em bairros como Areia Branca, Saboó, Vila São Jorge, Caneleira, São Bento e no Boqueirão. Como consequência, a rede elétrica em algumas dessas vias foi prejudicada. Equipes da prefeitura foram acionadas para o corte emergencial das árvores.

 

A Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) de Santos também registrou quedas de árvores na avenida Pedro Lessa e rua Julia Ferreira de Carvalho. A CET também registrou alagamentos em alguns pontos da cidade que estão com vias transitáveis. É o caso da avenida Martins Fontes (pista 1), rua Boris Kauffmann e avenida Nossa Senhora de Fátima (sentido Santos). No sentido São Vicente, apenas a pista da direita está transitável. A Praça Washington, inclusive, está com bloquei total da via.

 

O corpo de bombeiros de Itanhaém informou que durante a madrugada, diversas ocorrências de quedas de árvores e fios de rede elétrica foram notificadas devido a chuva e a ventania. A corporação afirmou que um idoso do bairro Loty foi socorrido por um vizinho após o telhado e uma parede da residência cair, por volta da 00h40. O homem teve escoriações leves, mas passa bem. O local foi isolado e aguarda uma visita da Defesa Civil da Cidade.

 

Em Peruíbe, a estrada do Guaraú foi comprometida por causa da queda de 16 árvores e uma pedra de 150kg. De acordo com os agentes, a pedra impediu a passagem entre 0h30 até 4h10. Além disso, a Defesa Civil da cidade afirmou também que em bairros como Parque do Trevo e Stella Maris o acumulado de chuva para as últimas 72 horas foi de 30,45 mm e 58 mm, respectivamente.

 

O #Santaportal recebeu imagens de internautas mostrando como está a situação no Morro São Bento. Por causa da ventania, a chuva parecia ainda mais forte e vídeos mostram o volume d’água descendo pelas escadarias do morro.

 

Na Rua Euclides da Cunha (foto abaixo), no bairro Gonzaga, a chuva rápida foi suficiente para deixar a via completamente alagada.

 

 

Outros trechos da Cidade também estão sofrendo com as fortes chuvas, com ruas e avenidas alagadas.

 

O Instituto Climatempo apontava 80% de possibilidade de chuva nesta segunda em Santos. Para os próximos dias, a previsão do Climatempo é que o tempo chuvoso continue pelo menos até a próxima sexta-feira (20).

 

 

 

São Vicente

A Defesa Civil de São Vicente informou que, até o momento, não registrou ocorrências nos morros da Cidade.No entanto, algumas ruas e avenidas dos bairros Catiapoã, Guassu, Vila Fátima, Jóquei, Náutica e Vila Margarida apresentaram pontos de alagamento no momento da chuva, com rápido escoamento e sem a necessidade de interdição para o tráfego de veículos.

 

Cubatão

A Prefeitura de Cubatão também não registrou ocorrências em razão da chuva até o momento. De acordo com a Defesa Civil da Cidade, o acumulado de chuva das últimas 24 horas foi de 31,2mm na região da encosta e 20,2mm na região central.

 

Bertioga

De acordo com informações da Defesa Civil do Município, nas últimas 24 horas foram registrados 20 mm de chuva. O vento variou com rajadas de 15 km/h. Não foi registrada nenhuma ocorrência emergencial.

 

Praia Grande

Em Praia Grande, o índice pluviométrico na Cidade nas últimas 24 horas foi de 43,5 mm, enquanto que nas últimas 72 horas foi de 63,5 mm. A Defesa Civil da cidade informou que também registrou queda de uma árvore em uma residência no Bairro Ocian e, por isso, uma equipe foi ao local pela manhã para checar as condições do imóvel. A ocorrência foi atendida por volta das 2 horas pelo Corpo de Bombeiros.

 

O órgão informa ainda que equipes estão de prontidão 24 horas por dia acompanhando a incidência das chuvas e pede ainda que a população entre em contato, caso note algum problema neste sentido, por meio dos telefones 199 e 153.

 

Guarujá

A Defesa Civil de Guarujá informou que o acumulado de chuvas das últimas 24 horas foi de 27,3 mm, já das últimas 72 horas é de 31,3 mm. Choveu no mês de novembro 113.9 mm. A velocidade máxima dos ventos foi registrada às 1h34, e chegou a 82,2 km/h. Até o momento, não foram registradas ocorrências.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais