SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   ABOL marca presença no Supply Chain Virtual Summit Brazil 2020

ABOL marca presença no Supply Chain Virtual Summit Brazil 2020


Fonte: ABOL (9 de novembro de 2020 )

Diretores e líderes do setor de cadeia de suprimentos tiveram a chance de conhecer um pouco mais sobre as características e funções dos Operadores Logísticos na manhã desta quarta-feira (4) durante um dos principais eventos voltados a esse segmento, o Supply Chain Virtual Summit Brazil 2020 (SCS). Na ocasião, o presidente da ABOL – Associação Brasileira de Operadores Logísticos, Cesar Meireles, apresentou o tamanho desse mercado formado por 275 empresas, cuja receita bruta anual é de R$100,8 bilhões, representando um faturamento médio de R$366 milhões por ano. Os números integram a terceira versão do estudo desenvolvido pela entidade, em parceria com a Fundação Dom Cabral. O material mostra a força, o dinamismo e a capacidade de consolidação desse negócio.

 

Apesar dos números surpreendentes, o destaque da palestra de Meireles ficou para os detalhes sobre o perfil dos Operadores Logísticos, empresas responsáveis pelo transporte em qualquer modal, armazenagem em qualquer regime fiscal e gestão de estoque. “Eles são plurais, sendo capazes de atuar em toda a cadeia logística de valor. É um mercado aberto com aspecto concorrencial muito dinâmico”, afirmou o presidente da ABOL que, dentro desse contexto, aproveitou para destacar o Projeto de Lei (PL 3757/2020), atualmente aguardando o despacho do presidente da Câmara dos Deputados para dar seguimento à sua tramitação. O documento visa, exatamente, uma simplificação conceitual dessa categoria profissional, desburocratizando a atividade, revogando o anacrônico decreto nº 1.102/1903, e trazendo o texto para a era digital.

 

“O PL prevê a regulamentação dos Operadores Logísticos no Brasil. Ele vai ajudar a caracterizar, estruturar, definir e, sobretudo, facilitar a vida de quem atua ao redor desse ecossistema. Os stakeholders, anuentes, intervenientes e reguladores poderão ter a mesma leitura do nosso setor. Queremos reduzir a burocracia e facilitar a vida da economia. Isso sem contar a possibilidade de modernização da lei de armazenagem geral, que faz parte desse projeto”, explicou Meireles.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais