SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Apesar de alta de casos de covid-19, milhões voltam às aulas na Europa

Apesar de alta de casos de covid-19, milhões voltam às aulas na Europa


Fonte: Valor Econômico (3 de setembro de 2020 )
Foto: Jeffrey Schaeffer/AP

 

Milhões de crianças voltaram às aulas presenciais nesta terça-feira (1º de setembro) na França, no Reino Unido e em outros países da Europa, apesar do recente aumento do número de casos de covid-19 em toda a região.

 

“O vírus ainda está por aí e você precisa se proteger”, disse o presidente francês, Emmanuel Macron, em um vídeo divulgado no Instagram para as mais de 12 milhões de crianças francesas que voltam às escolas hoje.

 

Todos os alunos com 11 anos ou mais, além de professores e funcionários, serão obrigados a usar máscaras na França. Para reforçar a regra, Macron também utilizava uma proteção no vídeo publicado na rede social.

 

 

Reino Unido

Do outro lado do Canal da Mancha, centenas de milhares de crianças também começaram o novo ano letivo com aulas presenciais, apesar dos temores no Reino Unido quanto à possibilidade de uma alta dos casos de covid-19 após a reabertura das escolas.

 

Cerca de 40% das escolas na Inglaterra e no País de Gales já foram reabertas nesta terça, segundo a Associated Press. Em outras partes do Reino Unido, as crianças voltam aos colégios nos próximos dias.

 

A maioria das crianças está fora das escolas há mais de cinco meses, quando os dois países decretaram uma série de medidas restritivas para combater a disseminação da covid-19.

 

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson disse que o risco para a saúde das crianças é muito menor do que os problemas que serão causados caso elas não voltem a estudar presencialmente

 

Multas

Muitos pais, porém, estão apreensivos e questionam a decisão das autoridades. O governo britânico disse que pode multar os que se recusarem a enviar os filhos de volta às escolas.

 

Johnson se baseia no sucesso da Escócia, que retomou as aulas em agosto. Até agora, apenas surtos pequenos e limitados foram registrados nas instituições de ensino.

 

Além de França e Reino Unido, República Tcheca, Bósnia, Bélgica também deram início ao novo ano letivo hoje.

 

Os governos bósnio e tcheco determinaram o uso obrigatório de máscara no transporte público, já que grande parte dos quase 1,4 milhão de alunos das escolas primárias e secundárias dos dois países dependem do sistema para ir estudar.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais