SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Escoamento de soja e milho para exportação tem crescimento significativo no Brasil

Escoamento de soja e milho para exportação tem crescimento significativo no Brasil


Fonte: A Tribuna (2 de setembro de 2020 )
O primeiro semestre de 2020 apresentou alta de 32,3% nas exportações de soja no Brasil (Carlos Nogueira)

 

No primeiro semestre deste ano, o escoamento de soja e milho para o mercado internacional teve um crescimento significativo no Arco Norte, de 10,8% em relação ao mesmo período em 2019. Além disso, a Saída Sul continua sendo a com maior volume de exportação das duas mercadorias.

 

As instalações portuárias do Arco Norte responderam por 31,4% do escoamento do milho e da soja destinado à exportação brasileira, conforme o Estatístico Aquaviário, produzido pela Gerência de Estatística e Avaliação de Desempenho, da Superintendência de Desempenho, Desenvolvimento e Sustentabilidade da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (GEA-SDS/Antaq).

 

Os portos públicos que mais se destacaram na Saída Norte foram os de Santarém, no Pará, e o Itaqui, no Maranhão, com, respectivamente, 3,5 milhões e 5,8 milhões de toneladas de soja e milho escoadas para o exterior.

 

Já entre os portos privados da saída Norte, as principais instalações nestas movimentações foram o Terminal de Vila do Conde, com 2,9 milhões de toneladas; Itacoatiara – Hermasa, com 2,7 milhões de toneladas; e Ponta da Montanha, com 2,4 milhões de toneladas escoadas.

 

No total, unindo os portos públicos e privados da Saída Norte, o volume escoado de soja e milho para exportação atingiu 19,8 milhões de toneladas nos primeiros seis meses deste ano.

 

Considerando a participação dos portos da Saída Norte na movimentação brasileira total de milho e soja, desde 2010, houve uma evolução de 482% até o primeiro semestre deste ano, de acordo com levantados da Antaq.

 

A Saída Sul, por sua vez, respondeu por 68% do escoamento da soja e do milho brasileiros para o mercado externo, no primeiro semestre deste ano. Essa movimentação totalizou 43,3 milhões de toneladas das duas mercadorias neste período.

 

No Arco Sul, neste primeiro semestre, tiveram destaque os portos de Santos, com 17 milhões de toneladas escoadas; Paranaguá, com 9,5 milhões de toneladas; São Francisco do Sul e Rio Grande, cada um com 3,5 milhões de toneladas de soja e milho exportadas nos seis primeiros meses do ano.

 

O primeiro semestre de 2020 foi marcado por um crescimento significativo nas exportações de soja, que apresentou alta de 32,3% no Brasil, conforme explicou o gerente de Estatística e Avaliação de Desempenho da Antaq, Fernando Serra.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais