SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Mulheres do setor portuário debatem desafios e oportunidades

Mulheres do setor portuário debatem desafios e oportunidades


Fonte: ATP (27 de agosto de 2020 )
Diretora da ATP participou de webinar com profissionais e lideranças femininas

 

Os desafios e as oportunidades nos setores portuário e marítimo na visão das mulheres foi tema de webinar nesta terça-feira (25/8) que reuniu profissionais e lideranças em um debate promovido pela Comissão de Direito Marítimo e Portuário da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil)- São Paulo. A Diretora da ATP (Associação de Terminais Portuários Privados), Luciana Guerise, foi uma das palestrantes e comentou sobre a necessidade de mudança cultural para ter maior inclusão e menos discriminação.

 

A mediadora do debate,Sandra Silva, advogada da Cargill, destacou que a opinião de mulheres atuantes no setor ganha ainda maior importância devido ao momento atual. “Temos um cenário de grande efervescência na área de infraestrutura com muitas mudanças legislativas e de modelos”, afirmou.

 

A Diretora da ATP lembrou ainda do trabalho feito pela Wista (Women’sInternationalShipping& Trading Association), da qual integra o Comitê Executivo. A organização global atual desde 1974 em prol da inserção feminina nas áreas logística e marítima. Em relação às questões econômicas, Luciana Guerise chamou atenção para a necessidade de incentivo a novos ativos portuários, planos de longo prazo para o setor, obras de infraestrutura e privatização das Companhias Docas, além da adequação da regulação às necessidades da atividade econômica.

 

A Diretora de Gestão de Contratos da SNPTA (Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários), Flavia Takafashi, também reforçou que o momento é desafiador para a infraestrutura. “A Lei 14.047 (2020), por si só, vai trazer muita inovação e oportunidades para o setor”. Ela disse que o trabalho de regulamentação da lei, publicada ontem no Diário Oficial da União,vai garantir medidas perenes que irão contribuir para maior pujança da atividade econômica. Reforçou também a relevância do setor portuário para a retomada da economia.

 

Também participaram do webinar a Procuradora Regional do Trabalho do Rio de Janeiro Flávia Veiga Bauller e as advogadas Beatriz Gallotti e Rachel Philomeno que presidem, respectivamente, as comissõesde Direito Portuário e Marítimo da OAB-DF e da OAB-CE.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais