SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da SPA explica sobre o PDZ aos associados da ACS

Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da SPA explica sobre o PDZ aos associados da ACS


Fonte: Associação Comercial de Santos (26 de agosto de 2020 )
Bruno Stupello, Diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da SPA

 

A Associação Comercial de Santos (ACS) promoveu na tarde desta terça-feira (25) o webinário “A recente homologação do novo PDZ do Porto de Santos”. A palestra teve como objetivo promover uma reflexão mais profunda sobre o assunto, já que o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) ainda provoca muitas dúvidas.

 

Por quase uma hora, o diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da Santos Port Authority (SPA), Bruno Stupello, explicou as mudanças que serão feitas no Porto de Santos. Os leilões de dois terminais de celulose, o STS14 e o STS14A, na área anteriormente ocupada pelo Grupo Libra, que ocorrerão na próxima sexta-feira (28), foram alguns dos destaques da palestra.

 

Segundo Stupello, a Autoridade Portuária também prepara estudos para novos arrendamentos no Porto. Entre eles, estão um terminal de fertilizantes em Outeirinhos, cujo leilão deve ser realizado no ano que vem, segundo projeções da estatal. “A implantação do PDZ resultará em novos investimentos de R$ 9,7 bi nos próximos anos, sendo R$ 2,5 bi de contratos vigentes e R$ 7,2 bi em novos investimentos (8 arrendamentos e acessos rodo-ferroviários)”.

 

Um outro destaque citado por Stupello é que não há projeto para a base offshore na região de imediato. “Quando elaboramos o PDZ, não recebemos dados sobre a demanda de atrações e de berços necessários para a base offshore. Mas, nada impede que sejam elaborados projetos para o setor”.

 

A proposta da SPA de destinar novas áreas no Valongo para a movimentação de passageiros em cruzeiros também foi abordada por Stupello. “Nós estamos finalizando a minuta. Após resolver trâmites burocráticos e seguir algumas normas, devemos ter novidades”.

 

Aprovação

Em 28 de julho, o Ministério da Infraestrutura (Minfra) aprovou o novo Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto de Santos, após mais de uma década sem planejamento do mais importante porto do País.

 

A medida permitirá a modernização do Porto de Santos, ao planejar estrategicamente a ocupação das áreas públicas pelos próximos 20 anos. A concretização do plano elevará a capacidade do complexo santista em aproximadamente 50% até 2040, atingindo 240,6 milhões de toneladas.

 

A Associação Comercial de Santos (ACS) promoveu na tarde desta terça-feira (25) o webinário “A recente homologação do novo PDZ do Porto de Santos”. A palestra teve como objetivo promover uma reflexão mais profunda sobre o assunto, já que o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) ainda provoca muitas dúvidas.

 

Por quase uma hora, o diretor de Desenvolvimento de Negócios e Regulação da Santos Port Authority (SPA), Bruno Stupello, explicou as mudanças que serão feitas no Porto de Santos. Os leilões de dois terminais de celulose, o STS14 e o STS14A, na área anteriormente ocupada pelo Grupo Libra, que ocorrerão na próxima sexta-feira (28), foram alguns dos destaques da palestra.

 

Segundo Stupello, a Autoridade Portuária também prepara estudos para novos arrendamentos no Porto. Entre eles, estão um terminal de fertilizantes em Outeirinhos, cujo leilão deve ser realizado no ano que vem, segundo projeções da estatal. “A implantação do PDZ resultará em novos investimentos de R$ 9,7 bi nos próximos anos, sendo R$ 2,5 bi de contratos vigentes e R$ 7,2 bi em novos investimentos (8 arrendamentos e acessos rodo-ferroviários)”.

 

Mauro Sammarco, Presidente e Marcio Calves, Diretor Executivo da ACS

 

Um outro destaque citado por Stupello é que não há projeto para a base offshore na região de imediato. “Quando elaboramos o PDZ, não recebemos dados sobre a demanda de atrações e de berços necessários para a base offshore. Mas, nada impede que sejam elaborados projetos para o setor”.

 

A proposta da SPA de destinar novas áreas no Valongo para a movimentação de passageiros em cruzeiros também foi abordada por Stupello. “Nós estamos finalizando a minuta. Após resolver trâmites burocráticos e seguir algumas normas, devemos ter novidades”.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais