SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Transportadoras concedem descontos no frete no 1º semestre e defasagem atinge 13,6%

Transportadoras concedem descontos no frete no 1º semestre e defasagem atinge 13,6%


Fonte: Moneytimes (21 de agosto de 2020 )
Os custos com veículos tiveram alta de 2,33% no período, embora tenha sido vista uma redução de 13,06% no custo com o diesel (Imagem:REUTERS/Paulo Whitaker)

 

A maior parte das empresas de transportes rodoviários de cargas do Brasil concedeu descontos no valor do frete no primeiro semestre de 2020, o que resultou em um reajuste negativo médio de 4,7% no período impactado pela pandemia, apontou pesquisa divulgada pela NTC&Logística nesta quinta-feira.

 

Segundo o levantamento da associação do setor, 52,2% das companhias concederam descontos, apurados em uma média de -10,2%, enquanto apenas 11% conseguiram reajustes para cima no período entre elas, o aumento médio foi de 7,8%.

 

O transporte de cargas foi fortemente afetado pela pandemia de coronavírus, chegando a registrar em abril queda de 45,2% na demanda frente aos níveis pré-pandamia, mas tem engatado uma recuperação gradual em meio à flexibilização das medidas de isolamento social no país.

Ainda de acordo com a NTC&Logística, houve uma defasagem de 13,6% no valor do frete por peso no primeiro semestre, índice que ficou levemente abaixo dos 13,9% verificados no início do ano o valor representa o quanto os fretes recebidos pelas empresas estão defasados em relação ao custo da operação de transporte apurado pela NTC.

 

Em relação aos custos, o Índice Nacional do Custo de Transporte de Carga (INCT) para as cargas fracionadas, que contêm pequenos volumes, apurou alta de 1,64% entre janeiro e julho, enquanto o INCT para cargas lotação que ocupam toda a capacidade do veículo recuou 0,59%.

 

Os custos com veículos tiveram alta de 2,33% no período, embora tenha sido vista uma redução de 13,06% no custo com o diesel.

 

“No geral, há um aumento no custo do transporte”, disse à Reuters o presidente da NTC&Logística, Francisco Pelucio.

 

“Com a dificuldade de empregos, o consumo reduz, reduz o abastecimento. Realmente fica prejudicado (o setor), mas acredito que essa retomada venha lentamente”, acrescentou ele.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais