SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Cesportos faz reunião com órgãos para debater fiscalização do nitrato de amônio no Porto de Santos, SP

Cesportos faz reunião com órgãos para debater fiscalização do nitrato de amônio no Porto de Santos, SP


Fonte: G1 (20 de agosto de 2020 )
Nitrato de amônio: Produto é matéria-prima de fertilizantes e tem potencial explosivo — Foto: Abisolo/Divulgação

 

A Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis (Cesportos) promoveu uma reunião extraordinária para discutir a segurança pública portuária e a fiscalização do nitrato de amônio no Porto de Santos, no litoral paulista. Segundo apurado pelo G1, o objetivo da reunião foi anexar a parte técnica junto ao Exército, responsável pela fiscalização, para auxiliar em futuras tomadas de decisão.

 

A reunião aconteceu na manhã desta terça-feira (18), no Forte dos Andradas, em Guarujá, e contou com a presença de representantes da Santos Port Authority (SPA), Ministério do Trabalho, Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (Sopesp) e Ibama.

 

Segundo a coordenadora da comissão, a delegada de Polícia Federal Luciana Fuschini Nave, antes de discutir o impacto do material, eles quiseram fazer uma avaliação técnica com o Exército, para entender como funciona a fiscalização do nitrato de amônio na região portuária.

 

O armazenamento da substância foi amplamente discutido na região, já que pode ter causado uma grande explosão na região portuária de Beirute, capital do Líbano. A preocupação surgiu porque o nitrato de amônio também está presente em grandes quantidades em armazéns no Porto de Santos.

 

Apesar de o tema ter sido amplamente debatido, a delegada afirma que a reunião foi esclarecedora e demonstrou uma eficiência na fiscalização realizada pelo Exército. “Foi uma análise técnica, um aprendizado com o órgão fiscalizador, para dar subsídios para decisões posteriores, se for o caso, que possam impactar na segurança pública portuária”, completa Luciana.

 

Apesar de a comissão não tratar da regularização em si, a delegada alega que o objetivo era entender a parte teórica para analisar se impacta na segurança pública portuária. “[A reunião] tranquilizou quem estava lá para aprender e entender”, explica. Apesar de ser utilizada para esclarecer dúvidas, Luciana afirma que também foram tomadas decisões internas, voltados para levantamentos de dados.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais