SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Sabesp firmará parcerias com empresas privadas em outros Estados

Sabesp firmará parcerias com empresas privadas em outros Estados


Fonte: Valor Econômico (18 de agosto de 2020 )

A Sabesp, companhia paulista de saneamento, pretende atuar em concessões de água e esgoto em outros Estados, além de firmar novos contratos de resíduos sólidos, afirmou nesta terça-feira seu presidente, Benedito Braga, em videoconferência sobre resultados da empresa no segundo trimestre.

 

Segundo o executivo, a Sabesp tem recebido propostas de empresas privadas e de fundos de investimentos para firmar parcerias e consórcios e concorrer em leilões de saneamento.

 

“Não só [os leilões de concessão da] Casal [companhia de saneamento de Alagoas], mas também a Sanesul [estatal do Mato Grosso do Sul], [a concessão da capital gaúcha] Porto Alegre. Temos uma série de oportunidades que se abrem e vamos evidentemente analisar a conveniência econômico-financeira de participar de empreendimentos”, disse.

 

Braga abriu a videoconferência falando sobre os planos da Sabesp com a aprovação do novo marco legal do saneamento, publicado em 15 de julho. “É um marco importantíssimo, inclusive para o futuro da nossa companhia, indicando oportunidades muito boas de negócios que vamos passar a fazer no futuro próximo”.

 

O novo marco pressiona as companhias públicas ao proibir os contratos de programa (firmados por estatais sem necessidade de concorrência) e ampliar a concorrência com as empresas privadas.

 

O plano da Sabesp é justamente firmar parcerias com operadores privados para expandir sua atuação, disse Braga.

 

“Antes ainda da passagem dessa lei, fizemos um contrato de programa com Diadema [cidade na Grande São Paulo] para a disposição final de resíduos sólidos, gerando gás, energia. Esse novo marco tratou desse tema, dando um prazo maior para que os lixões sejam eliminados”, afirmou.

 

“Vamos entrar nessa área, estamos trabalhando firmemente em parceria com setor privado”, disse o executivo. “Também em parceria com o setor privado temos perspectiva de participar de licitações que estão aparecendo em diferentes cantos do nosso país para serviços de água e esgoto”.

 

Braga disse ainda que essa expansão se dará independentemente das conversas sobre privatização ou capitalização: “Independente da estrutura societária que venha a acontecer no futuro. Seja ‘corporation’, seja privada, independe. Porque, qualquer que seja esse arranjo, o crescimento vai ser bom para a Sabesp, que terá mais receita no caixa”.

 

Impactos da pandemia

A Sabesp ainda não tem clareza sobre como ou quando será feito o reequilíbrio econômico-financeiro pelos impactos da pandemia de covid-19, de acordo com o diretor financeiro da empresa, Rui Affonso.

 

A Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo (Arsesp) já comunicou que haverá um ressarcimento à companhia, que tem concedido isenções tarifárias à população de baixa renda e deixado de fazer cortes nos casos de inadimplência.

 

“Não se sabe ainda [o tamanho de] os desequilíbrios, há vários efeitos multiplicadores que são totalmente exógenos. Corretamente, a Arsesp diz: ao fim desse processo, vamos fazer um balanço e dizer quanto afetou companhia”, afirmou.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais