SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Anvisa autoriza testes no Brasil com potencial vacina da Johnson & Johnson

Anvisa autoriza testes no Brasil com potencial vacina da Johnson & Johnson


Fonte: Moneytimes (18 de agosto de 2020 )
A potencial vacina da Johnson & Johnson é composta de um vetor de adenovírus constituído para codificar a proteína do novo coronavírus (Imagem: Reuters)

 

Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta terça-feira a realização de testes clínicos em estágio avançado com a potencial vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Janssen, a unidade farmacêutica da Johnson & Johnson, informou o órgão regulador em nota.

 

De acordo com a Anvisa, os testes com a candidata a vacina Ad26.COV2.S em Fase 3, a última antes do registro, serão feitos no Brasil com 7 mil voluntários distribuídos nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Bahia e Rio Grande do Norte.

 

A potencial vacina da Johnson & Johnson é composta de um vetor de adenovírus constituído para codificar a proteína do novo coronavírus, que causa a Covid-19. No total, os testes com a candidata a imunizante serão feitos com 60 mil voluntários em todo o mundo.

 

“O estudo Fase 1/2 com a vacina candidata foi iniciado em julho de 2020 nos EUA e Bélgica. O ensaio clínico Fase 3 aprovado será conduzido em etapas e cada etapa só será iniciada se os resultados que estiverem disponíveis no momento, obtidos do estudo de Fase 1/2 e do próprio estudo de Fase 3, sejam satisfatórios para continuidade do estudo”, disse a Anvisa em nota.

 

Este é o quarto estudo clínico de uma potencial vacina contra a Covid-19 autorizado pelo órgão regulador.

 

Antes, a Anvisa já havia autorizado os testes com a candidata desenvolvida em parceria entre a Universidade de Oxford, no Reino Unido, e a farmacêutica britânica AstraZeneca –que está sendo testada em estudo liderado pela Universidade Federal de São Paulo; a candidata a imunizante da chinesa Sinovac –testada em estudo do Instituto Butantan; e a candidata desenvolvida em parceria entre a norte-americana Pfizer e a alemã BioNTech.

 

Além disso, o governo do Estado do Paraná assinou acordo com a chinesa Sinopharm para testar a potencial vacina desenvolvida pela companhia e um memorando de entendimento que pode levar a uma parceria envolvendo a potencial imunizante russa, já aprovada pelas autoridades de Moscou depois de menos de dois meses de testes em humanos, o que levou cientistas a indagarem se a Rússia não está colocando o prestígio nacional acima da segurança.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais