SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Porto de Suape publica edital para arrendamento de terminal de granéis sólido

Porto de Suape publica edital para arrendamento de terminal de granéis sólido


Fonte: Jornal Portuário (17 de agosto de 2020 )
O Porto de Suape publicou, nesta quinta-feira (13), um edital de chamada pública para interessados em celebrar um contrato de transição para a exploração temporária do Terminal de Granéis Sólidos Suape (TGSS), com disponibilidade de 72.542 m² de área e capacidade anual de movimentação na casa de 750 mil toneladas de produtos. O contrato, com valor mínimo mensal de R$142.846,96, será de transição pelo período de seis meses ou até a realização do leilão, que determinará o arrendamento final, o que ocorrer primeiro.
O terminal, localizado na retroárea do Cais 5, é destinado a movimentar e armazenar açúcar a granel ou em sacos, e granéis sólidos em geral, como fertilizantes, coque de petróleo, granéis vegetais, neogranéis, entre outros. A estrutura construída possuí galpão de armazenagem de açúcar; carregador de sacas e grãos para navios (shiploader); áreas administrativas, de manutenção, almoxarifado e segurança do trabalho; prédios destinados a vestiários e sanitários, refeitório e área de vivência; balança rodoviária, entre outros.

 

“Suape é líder nacional em granéis líquidos e líder regional em contêineres e veículos, mas tem uma participação muito tímida nos granéis sólidos, limitando-se praticamente a atender a demanda das empresas no complexo e entorno. Essa história começa a mudar a partir de hoje. Com a expansão do objeto, o Terminal de Granéis Sólidos de Suape passará a operar todo tipo de granel sólido, como coque de petróleo, barrilha, cevada, fertilizantes, dentre outros, buscando competir a nível regional”, explica o presidente do Porto de Suape, Leonardo Cerquinho.

 

O edital pode ser consultado no site e ficará disponível durante 30 dias após a manifestação de interesse. O contrato de transição é permitido pela Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (Snpta) e pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) para que a área não fique desocupada enquanto se realiza o processo de licitação para o arrendamento final. A SNPTA autorizou a devolução do terreno e suspensão das obrigações contratuais por parte da Agrovia do Nordeste S.A, que detinha o arrendamento do terminal. Com o contrato de transição em andamento, o Porto de Suape pode iniciar os procedimentos para a licitação da área.


Mais lidas


Conheça um pouco sobre a trajetória e o trabalho exercido pelos advogados de nossas associadas - Vivian Carvalho, gerente jurídico e compliance da Brasil Terminal Portuário e Leandro Fernandes, gerente jurídico do Terminal 12A. Pelo SOPESP, nossa Relações Institucionais, Marcelli Mello e nossa Assessora Jurídica, Gislaine Heredia.

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais