SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Fragata brasileira envia equipes médica e de reparos à corveta de Bangladesh

Fragata brasileira envia equipes médica e de reparos à corveta de Bangladesh


Fonte: Portos e Navios (7 de agosto de 2020 )
Corveta Bijoy sofreu avarias materiais e teve alguns de seus tripulantes feridos após explosão no Porto de Beirute. Fragata brasileira permanece operando normalmente, em área de patrulha próxima à capital libanesa. – Divulgação MB

 

A Fragata Independência enviou, nesta quinta-feira (6), uma lancha com equipes médica e de reparos em apoio à corveta Bijoy, de Bangladesh. O navio militar da marinha bangladeshiana sofreu danos com as explosões que ocorreram no Porto de Beirute, na última terça-feira (4). A fragata realizou sondagem preliminar do canal de acesso ao porto e berços de atracação dos navios da força-tarefa marítima (FTM-Unifil).

 

O comando de operações navais da Marinha brasileira informou que, após a explosão, a força-tarefa e a Fragata Independência adotaram diversas ações para contribuir com o suporte à corveta Bijoy. A força naval brasileira reiterou que, com o comando da FTM-Unifil embarcado, a fragata permanece operando normalmente no mar, em área de patrulha próxima a Beirute.

 

A corveta Bijoy sofreu avarias materiais e teve alguns de seus tripulantes feridos. De acordo com a Marinha, os casos mais graves foram removidos prontamente para hospitais nas cidades de Beirute e Saïda. Na manhã da última quarta-feira (5), a Fragata Independência enviou uma lancha com uma equipe médica e militares especializados em controle de avarias, a fim de apoiar a tripulação da Bijoy. Na ocasião, foram realizados atendimentos médicos e uma avaliação estrutural do navio.

 

Em nota, a Marinha se solidarizou com familiares e entes próximos das vítimas atingidas pelo grave acidente ocorrido em Beirute. “O Comando da Força-Tarefa e a Fragata Independência permanecem participando das iniciativas de apoio ao navio de Bangladesh, sua tripulação, bem como possíveis ações do governo do Líbano voltadas para o restabelecimento das operações do Porto de Beirute”, comunicou.


Mais lidas


Conheça um pouco sobre a trajetória e o trabalho exercido pelos advogados de nossas associadas - Vivian Carvalho, gerente jurídico e compliance da Brasil Terminal Portuário e Leandro Fernandes, gerente jurídico do Terminal 12A. Pelo SOPESP, nossa Relações Institucionais, Marcelli Mello e nossa Assessora Jurídica, Gislaine Heredia.

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais