SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Presidentes dos portos públicos do Nordeste mostram competência para colaborar com retomada econômica no Brasil

Presidentes dos portos públicos do Nordeste mostram competência para colaborar com retomada econômica no Brasil


Fonte: Brasil Export (6 de agosto de 2020 )

 

O Fórum Nacional Brasil Export promoveu nesta quarta-feira, dia 5 de agosto, um prestigiado webinar com quatro presidentes de portos públicos do Nordeste. A atividade digital conduzida pelo CEO Fabrício Julião celebrou o bom momento de governança nos portos da região. Conselheiros do Fórum, patrocinadores e convidados tiveram acesso a informações de grande relevância sobre alguns dos complexos portuários que mais contribuem para o desenvolvimento econômico e social não apenas da região como de todo Brasil.

 

A presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo, disse ter muito orgulho de liderar o Porto de Cabedelo, de números pequenos se comparados aos principais do Brasil, porém de muita importância para o desenvolvimento econômico do estado. Ela explicou detalhes sobre os leilões de áreas portuárias em andamento e com previsão de conclusão para os próximos meses. Também foram abordados os avanços realizados na regularização de espaços dentro da poligonal do Porto e o projeto de construção de um terminal de múltiplo uso. Ela destacou, ainda, o trabalho voltado para viabilizar a dragagem do canal de acesso ao Porto que poderá permitir a recepção de embarcações com capacidade de até 55 mil toneladas de cargas, aumentando a produtividade das operações.

 

No primeiro semestre de 2020, a Companhia Docas da Paraíba registrou crescimento de 8,77% na movimentação de cargas em relação ao mesmo período de 2019. No total, o Porto de Cabedelo já movimentou 602.634 toneladas em 2020, frente às 554.060 toneladas do ano anterior. “Apesar das dificuldades econômicas que vieram com a pandemia do coronavírus (Covid-19), o Porto de Cabedelo está preparado para avançar e contribuir com a região”.

 

O diretor-presidente do Porto de Suape, Leonardo Cerquinho, celebrou o crescimento de 17% da movimentação de cargas neste primeiro semestre em relação aos meses de janeiro a junho de 2019 e falou sobre a batalha pela aprovação da MP 945 e o objetivo de transformar o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre portos públicos em acórdão. “Apesar de todas as crises que vivemos, e milito no setor há muitos anos, não vi momento tão positivo como o de agora. Vamos manter essa boa energia”.

 

Um dos principais projetos de Suape para este ano, apontou Cerquinho, é a unidade de regaseificação que irá receber um volume de 40 mil m³/dia de gás natural. O primeiro navio deve chegar ao empreendimento em março de 2021, O aporte da iniciativa privada será de aproximadamente R$ 1,8 bilhão, com perspectiva de geração de 300 empregos diretos e indiretos. Cerquinho reforçou que o Complexo de Suape é administrado de forma a atender ao desenvolvimento econômico de Pernambuco.

 

O Almirante Elis Treidler Öberg explanou sobre o processo de recuperação do equilíbrio financeiro da Companhia Docas do Rio Grande do Norte (Codern), que hoje preside. Após anos de déficit operacional, a empresa passou a ter superávit em dezembro de 2019. Ele falou sobre as potencialidades dos portos de Natal e Maceió e do Terminal Salineiro de Areia Branca, este último em processo de concessão. “Além de contas reprovadas, com déficit operacional bastante expressivo, assumimos uma Companhia que havia sofrido quatro ataques cibernéticos perdendo boa parte de seus servidores”.

 

O Terminal Salineiro de Areia Branca, instalação fundamental para a indústria do estado, está em fase de consulta pública para concessão à iniciativa privada, com previsão de leilão para o 3º trimestre de 2021. Os investimentos previstos são de R$ 162 milhões. “Essa é uma obra de engenharia feita em 1974 e de expressiva complexidade, mas é uma ideia genial”.

 

A Empresa Maranhense de Administração Portuária (EMAP) tem como visão, indicou o presidente Ted Lago, ser a principal referência em gestão portuária do Brasil até 2022. Ele fez uma apresentação que destacou os relevantes números do Porto do Itaqui e a contribuição do empreendimento para a economia regional. “É muito bom ver a maturidade do sistema portuário nacional. Ainda ouço falar do sistema de forma pejorativa, mas a governança dos portos públicos brasileiros é eficiente e o País pode contar com os portos para a retomada da economia”.

 

Itaqui deverá receber um novo terminal de fertilizantes ainda em outubro deste ano, além de viabilizar a expansão do terminal de combustíveis, ampliar de 2 para 20 milhões a capacidade de movimentação nos terminais de grãos. “Isso irá atender ao crescimento da produção da região por alguns anos”.

 

(Texto: Bruno Merlin)


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais