SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Ações da Rumo, Cosan Logística e Cosan encerram em alta, com estudo de aumento de capital

Ações da Rumo, Cosan Logística e Cosan encerram em alta, com estudo de aumento de capital


(28 de julho de 2020 )
“Trem bão”: investidores gostaram da possível injeção de capital na Rumo (Imagem: Divulgação/ Rumo)

 

Os papéis da Rumo (RAIL3) encerraram o dia em alta, após a companhia informar que estuda um possível aumento de capital e que não descarta que a operação seja feita por meio de emissão de ações.

 

As ações subiram 1,93% a R$ 22,73. O Ibovespa, principal índice da B3 (B3SA3) avançou 2,05% e marcava 104.477  pontos, animado pelo bom humor do mercado com os números da economia americana.

 

Os papéis da Cosan Logística (RLOG3), que detém 28,47% do capital da Rumo, e da Cosan (CSAN3), dona de 73,46% da Cosan Logística, também apresentaram alta.

 

A valorização da RLOG3 foi de 1,91%, negociada por R$ 20,35. Já CSAN3 subiu 0,68%, para R$ 83,oo.

 

“Projetos estratégicos”

Neste domingo (26), a Rumo Logística informou que estuda um potencial aumento de capital e não descarta, inclusive, uma oferta de ações. O conselho de administração aprovou a convocação de uma assembleia de acionistas para 11 de agosto, a fim de discutir a proposta.

 

Segundo a companhia, o aumento de capital é necessário para “executar diversos projetos estratégicos que foram impulsionados pela recente renovação antecipada da concessão da malha paulista”.

 

A companhia também pretende “pré-pagar outorgas devidas em virtude dos contratos de concessão”. A Rumo não informou o valor do potencial aumento de capital.

Contrato bilionário

A renovação da concessão da malha paulista foi assinada no fim de maio com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). A malha liga regiões produtoras de grãos do Centro-Oeste ao Porto de Santos, após quatro anos de negociações.

 

O contrato da Rumo venceria em 2028 e recebeu uma renovação por mais 30 anos, informou o Ministério de Infraestrutura. A assinatura será publicada na quinta-feira no Diário Oficial da União.

 

O governo arrecadará R$ 2,9 bilhões com a renovação. Os investimentos que a Rumo terá que fazer nos primeiros cinco anos da assinatura na ferrovia somam R$ 6 bilhões a serem aplicados em obras, trilhos, vagões e locomotivas.

 

Veja o fato relevante divulgado ontem (26).


Mais lidas


  Na última sexta-feira (08) o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP) recebeu, na sua sede, o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura (MInfra), Mario Povia.   Essa foi à primeira visita do secretário a entidade desde que assumiu a pasta, em maio deste ano, e […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais