SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Terminal Portuário de santos adota serviço de biodesinfecção para controle do cornavírus

Terminal Portuário de santos adota serviço de biodesinfecção para controle do cornavírus


Fonte: Guia Marítimo (22 de julho de 2020 )

A biodesinfecção está sendo uma grande aliada de terminais portuários e navios para controle da disseminação do coronavírus. Em um destes serviços realizado pelo Grupo M&S Terceirizações, que possui a autorização AFE (Autorização de Funcionamento de Empresas) emitida pela ANVISA, no Porto de Santos, uma operação de mais de 9 horas foi montada, iniciada com o planejamento, preparação e paramentação dos colaboradores, seguida da aplicação de produtos específicos de desinfecção a base de peróxido de hidrogênio, realizada por uma equipe de nove pessoas.

 

Antes de tudo, a equipe se submete ao exame de Covid-19 para que não haja risco de contágio. Enquanto auxiliares de limpeza realizam a desinfecção dos ambientes internos e externos do navio atracado no terminal, bem como nas áreas comuns e canteiros de obras, em aproximadamente 6.000m² de área coberta pela desinfecção, engenheiros do trabalho supervisionam a operação, a fim de garantir maior segurança.

 

Segundo o CEO do Grupo M&S, Raphael Vinholes, o segmento é um dos que demandam maior atenção. “Como se trata de ambientes onde há um grande fluxo de pessoas, vinda de diversas partes do mundo, é de extrema importância que as empresas marítimas, logísticas e portuárias tenham um olhar atento à desinfecção”, explica.

 

O Grupo, responsável por esse tipo específico de serviço, endossa que a procura, a qual já estava grande no início da pandemia, aumentou ainda mais devido à previsão de retorno de alguns setores da economia. “Desde o início da pandemia o serviço de desinfecção cresceu cerca de 300%. Nosso objetivo é garantir que todas as áreas onde realizamos o trabalho estejam descontaminadas e sem oferecer risco aos colaboradores”, diz.

 

“Para isso, utilizamos um desinfetante de alto nível à base de peróxido de hidrogênio, usado comumente em ambientes hospitalares. É um processo bem mais eficiente para a eliminação dos germes comparado ao uso do cloro comum, por exemplo, além de não oferecer risco ocupacional e não ser agressivo aos olhos, pele e mucosas, se administrado corretamente”, finaliza.

 

Além do segmento marítimo e portuário, entre os locais que já estão se garantindo com a biodesinfecção, estão shoppings, hospitais, clínicas de saúde, hotéis, entre outros.

 

Capacitação no Serviço

Para esse serviço de biodesnfecção, o Grupo M&S conta com uma equipe capacitada e treinada continuamente para esse tipo de trabalho, que tem muitas peculiaridades e cuidados, pois é diferente de uma limpeza comum.

 

“A higienização focada em desinfecção dos ambientes são procedimentos específicos realizados com produtos bactericidas e virucidas, por isso é necessário uma contar com uma equipe bem preparada”, explica o CEO, Raphael Vinholes.

 

“Acreditamos que as empresas estão cientes que este é momento muito delicado e que o sucesso do retorno das atividades envolverá todos os cuidados necessários. E a biodesinfecção, sem dúvida, vai contribuir nesse processo”, conclui.


Mais lidas


  Na manhã desta quarta-feira (18), o Sopesp (Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo) recebeu em sua sede a visita do desembargador federal, Celso Ricardo Peel Furtado, do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região.   O magistrado foi recebido com um café da manhã pelo presidente da entidade, Régis Prunzel, acompanhado […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais