SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Cosan já está discutindo potencial IPO da Raízen com Shell, diz diretor financeiro

Cosan já está discutindo potencial IPO da Raízen com Shell, diz diretor financeiro


Fonte: Valor Econômico (7 de julho de 2020 )
— Foto: Reprodução / Facebook Cosan

A Cosan já está discutindo com a Shell, sua sócia na Raízen, uma potencial oferta inicial de ações (IPO) da joint venture, na esteira da reestruturação societária que será promovida pelo grupo brasileiro, disse há pouco o diretor financeiro da Cosan, Marcelo Martins. “Já fizemos progressos, mas ainda não há um acordo final”, disse o executivo, em teleconferência com analistas e investidores.

 

Conforme Martins, a situação mais complexa entre as controladas da Cosan é justamente a da Raízen, uma vez que as decisões não dependem exclusivamente da companhia. “Nosso foco é chegar a um acordo e ir a mercado quando as condições estiverem favoráveis”, afirmou, acrescentando que as sócias ainda não chegaram a discutir se, em caso de seguir adiante com o IPO, haverá duas operações, uma para Raízen Combustíveis e outra para Raízen Energia.

 

Martins destacou ainda que a Cosan pretende se manter no controle das operações atuais e as ofertas iniciais de ações das controladas não devem coincidir em termos de data. A incorporação da Cosan Limited pela Cosan S.A. deve trazer alguma economia, particularmente na linha de despesas gerais e administrativas, mas ainda não há estimativa para as sinergias.

 

Paula Kovarsky, chefe de relações com investidores da Cosan Limited, afirmou que a consumação da reorganização societária que está em estudo neste momento ampliará a liquidez da companhia em bolsa.

 

“Nossa governança tem melhorado nos últimos anos, mas sempre havia algum questionamento sobre a complexa estrutura societária. Chegou o momento de resolver isso”, disse a executiva, em teleconferência com analistas e investidores para comentar o assunto.

 

Em linhas gerais, a Cosan Limited e a Cosan Log serão incorporadas pela Cosan S.A., que emitirá recibos de ações (ADRs) nos Estados Unidos para possibilitar a troca de papéis da Cosan Limited, que é listada na bolsa americana.

 

Conforme a executiva, a estimativa atual é de conclusão da operação em 250 dias. Os comitês independentes que serão constituídos para definir os termos da reorganização societária devem estar formados em 45 dias, com divulgação das recomendações em 180 dias contados a partir de sexta-feira. Além das aprovações necessárias, a consumação da operação levará em conta as condições de mercado, observou Paula.


Mais lidas


  Na última sexta-feira (08) o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP) recebeu, na sua sede, o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura (MInfra), Mario Povia.   Essa foi à primeira visita do secretário a entidade desde que assumiu a pasta, em maio deste ano, e […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais