SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   VTMIS: cinco vidas salvas em alto mar

VTMIS: cinco vidas salvas em alto mar


Fonte: CODESA (1 de julho de 2020 )
Foto: CODESA

 

O VTMIS (Sistema de Informação e Gerenciamento do Tráfego de Embarcações) de Vitória é uma tecnologia de ponta, utilizada nos principais portos do mundo. Sua eficiência permite a navegação segurança dentro dos limites de sua área de responsabilidade. Desde sua implantação, em 2017, acidentes foram evitados a partir do monitoramento do tráfego marítimo do Centro de Controle de Operações (CCO), localizado em Capuaba, Vila Velha. Porém, a atividade executada não se restringe apenas a informações aos navios e tripulantes, mas também presta serviço de apoio a quem está em situação de perigo em alto mar, em contribuição ao Serviço de Socorro e Salvamento da Autoridade Marítima.

 

Foi, por exemplo, o que ocorreu na noite desta segunda-feira (29). Por volta das 18h, o VTMIS recebeu pedido de ajuda de um pesqueiro a 32,2 km (20 milhas náuticas) da costa de Vitória. Com cinco tripulantes, a pequena embarcação Rio Tocantins estava à deriva após avarias no motor de propulsão. Rapidamente, o operador do CCO comunicou à Capitania dos Portos (procedimento padrão) e realizou chamadas de Segurança (SECURITÉ), divulgando a emergência e solicitando apoio às embarcações nas proximidades “para avistar, assistir e informar”.

 

Às 19h, a embarcação brasileira Castillo de Tebra – navio tanque que seguia rumo ao norte – acusou a chamada, informando a posição na carta náutica próxima à embarcação à deriva. O comandante, Carlos Caldas, disse que atenderia ao pedido, alterando seu curso para os procedimentos de socorro. Os maquinistas do Castillo de Tebra foram a bordo do pesqueiro e resolveram o problema da máquina, inclusive cedendo uma bateria.

 

Foto: Comandante Carlos Caldas

 

Às 20h45, o comandante Caldas deu a manobra por encerrada de forma satisfatória e o pesqueiro informou ao CCO que estava em condições de navegar, dirigindo-se à sua base em Itaipava, município de Itapemirim, sul do Espírito Santo.

 

A área de responsabilidade do VTMIS engloba o Porto de Vitória, Complexo Portuário de Tubarão e Praia Mole, canais de acesso, áreas de fundeio e adjacentes. O coordenador de Gestão do VTS da CODESA é Agostinho Sobral Sampaio.


Mais lidas


Conheça um pouco sobre a trajetória e o trabalho exercido pelos advogados de nossas associadas - Vivian Carvalho, gerente jurídico e compliance da Brasil Terminal Portuário e Leandro Fernandes, gerente jurídico do Terminal 12A. Pelo SOPESP, nossa Relações Institucionais, Marcelli Mello e nossa Assessora Jurídica, Gislaine Heredia.

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais