SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Na Quarentena: 100 dicas para aliviar o isolamento na pandemia

Na Quarentena: 100 dicas para aliviar o isolamento na pandemia


Fonte: Estadão (1 de julho de 2020 )
Fazer drinques em casa é boa dica para a quarentena CODO MELETTI/ESTADÃO

 

 

Logo no início da pandemia do novo coronavírus, o Estadão passou a publicar um novo caderno diário, adequado ao momento atual. Livros, músicas, filmes e séries continuam sempre valendo, claro. Mas a cena cultural brasileira viu nascer novos fenômenos, como os shows transmitidos por meio de lives e o cinema visto a partir do carro, em um resgate do formato drive-in.

 

Pensando na saúde física e mental dos leitores, novos assuntos se tornaram necessários: como se exercitar sozinho; como manter a convivência próxima e os relacionamentos a distância durante o isolamento social; o que fazer para se distrair, ficando firme e, sempre que possível, em casa.

 

Surgiu, assim, o Na Quarentena, que chega, neste 1º de julho, à sua edição de número 100. Para marcar este momento, selecionamos 100 dicas das mais variadas, entre as que passaram por nossas páginas e também novidades que indicamos especialmente para a ocasião. Enquanto for necessário, estaremos aqui.

 

Para ver: séries

1) MERGULHO NADA ORTODOXO

Um mergulho na cultura judaica, a minissérie em quatro episódios Nada Ortodoxa (Netflix) é inspirada em fatos reais e conta a história de Esty Shapiro, uma jovem que não está satisfeita com o casamento arranjado e decide fugir para Berlim.

 

2) UM DRAMA EM FICÇÃO CIENTÍFICA

Grande fenômeno em língua alemã, a ficção científica Dark (Netflix) conseguiu narrar uma história dramática atravessada pela possibilidade de viagens no tempo-espaço. A terceira e última temporada acaba de estrear e vai deixar saudades.

 

3) POLÍTICA E DISTOPIAYears and Years

(HBO) fala de temas mais atuais, e até do futuro. A série em seis episódios aposta no humor britânico e em um pouco de imaginação para contar a história da família Lyons, que testemunha o impacto distópico da política na vida pessoal.

 

4) MODA MORTAL
Killing Eve (Globoplay), baseada no livro de Luke Jennings e capitaneada por Phoebe Waller-Bridge, cria um confronto de moda e morte entre uma investigadora, interpretada por Sandra Oh, e uma assassina por encomenda (Jodie Comer).

 

5) DE VOLTA AOS BALLROOMS
Mais um sucesso de Ryan Murphy e repleta de boas interpretações, Pose (Netflix) resgata a era dos ballrooms em Nova York, berço da subcultura LGBT.

 

6) AJUDA PARA MUDAR
Com cinco temporadas e uma especial no Japão, Queer Eye (Netflix; foto), o reality dos Fab Five, traz cinco rapazes gays que ajudam pessoas a transformarem suas vidas.  A nova temporada tem histórias emocionantes, como a do pai que levará a filha ao altar.

 

7) GRANDES MENTIRINHAS

Em cada cena de Big Little Lies (HBO), uma bela interpretação. As atrizes Reese Witherspoon, Nicole Kidman, Shailene Woodley, Laura Dern e Zoë Kravitz são mães que vivem em uma cidade e se conhecem na escola das crianças. Um ‘pequeno’ mal-entendido vai transformar a convivência. Na segunda temporada tem Meryl Streep.

 

8) POR DENTRO DE UM HOSPITAL BRASILEIRO
Sob Pressão (Globoplay), produção brasileira dirigida por Andrucha Waddington, conta os dilemas dos profissionais que cuidam da emergência de um hospital público. Protagonizada por Júlio Andrade e Marjorie Estiano, a série fez o público brasileiro vibrar em uma cena gravada em plano sequência durante um tiroteio dentro do hospital.

 

9) ACREDITE DESACREDITANDO

Inacreditável (Netflix) é uma história para desconfiar até o último episódio – são 8. A série narra o drama de uma jovem que é acusada de fazer uma denúncia falsa de estupro. O assunto já estava esquecido quando novas pistas surgem. Toni Collette faz o papel de uma investigadora.

 

10) A HISTÓRIA DE UMA INJUSTIÇA

Olhos que Condenam

(Netflix; foto) é inspirada em fatos reais: a história de cinco jovens negros afro-americanos que foram presos injustamente, acusados de estuprar uma mulher branca. A premiada série de Ava DuVernay mostra a infância dos rapazes e as dificuldades da vida no cárcere. Um grito de protesto.

 

Para ler

 

11) PARA ENTENDER O BRASILBrasil – Uma Biografia

(Companhia das Letras), de Lilia M. Schwarcz e Heloisa M. Starling, faz um profundo – e acessível – mergulho na história do Brasil e nos ajuda a entender como chegamos até aqui. Leia mais

 

12) CLARICE CENTENÁRIA

No ano do centenário de Clarice Lispector e com toda a sua obra sendo relançada com novo projeto gráfico, que tal começar, ou recomeçar, a leitura por Laços de Família (Rocco), coletânea de contos de 1960 que volta este mês às livrarias e promove um passeio pelo denso universo retratado pela escritora?

 

13) CLÁSSICO MODERNO RESGATADO

Clássico moderno de Sandra Cisneros, lançado em 1984 e só agora no Brasil, A Casa na Rua Mango (Dublinense) fala sobre garota que vive num bairro latino de Chicago e não quer ser parte nem dessa vizinhança nem corresponder às nulas expectativas que o mundo tem para ela.

 

14) MARATONA AGATHA CHRISTIE

A obra de Agatha Christie começou a ser reeditada com nova tradução pela HarperCollins um pouco antes do início da quarentena. Entre os primeiros, Assassinato no Expresso do Oriente, Punição Para a Inocência e O Corpo na Biblioteca.

 

15) SEGREDOS DA DITADURA

Em Júlia (Alameda), recém-lançado, B. Kucinski volta aos tempos da ditadura militar, um tema caro de sua literatura, para contar a história de uma bióloga que começa a descobrir segredos de família que vão redefinir sua identidade.

 

16) PÚBLICO E PRIVADO

Chega às livrarias no dia 6, A Tensão Superficial do Tempo (Todavia), novo romance de Cristovão Tezza em que o autor usa o momento recente do País para investigar os pontos de contato entre público e privado, política e intimidade.

 

17) BEST-SELLER DO MOMENTO

Não Basta Não Ser Racista – Sejamos Antirracistas (Faro), de Robin Diangelo, chegou ao topo das listas de mais vendidos nos EUA após o assassinato de George Floyd e esgotou sua edição.

 

18) POESIA ENGAJADA

Uma das vozes negras mais importantes do século 20, Maya Angelou tem sua poesia publicada em Poesia Completa (Astral Cultural).

 

19) RECONHECIMENTO, ENFIM

Depois de anos e anos sem amplo reconhecimento crítico, o poeta paulista Carlos Assumpção, comparado a Drummond, finalmente ganha uma edição à altura da sua potente poesia: Não Pararei de Gritar (Companhia das Letras).

 

20) PINTAR PARA RELAXAR

E para quem quer um passatempo, Johanna Basford, dos livros de colorir, está de volta com Como Desenhar Paraísos Encantados.

 

Para ver: filmes

 

21) TUDO SOBRE O ‘MALANDRO’

Filmografia de Hugo Carvana, com Vai Trabalhar Vagabundo 1 e 2, Bar Esperança e mais três filmes, está disponível no NOW, Looke e Vivo Play.

 

22) EXPERIMENTAÇÃO E OUSADIA

Liberdade, premiado em Cannes, não esperou a reabertura dos cinemas e estreou no streaming. Filme marca toda a ousadia do catalão Albert Serra: uma noite de sexo na floresta dos libertinos.

 

23) DEPOIS DE ‘A VIDA INVISÍVEL’

Novo filme de Karim Ainouz, Aeroporto Central, sobre o aeroporto nazista que virou abrigo de refugiados, chegou recentemente ao streaming.

 

24) RESSUSCITADO PARA VER ESCRAVIZADO

Outro filme que estreou durante a pandemia, Zombie Child traz Bertrand Bonello e seu cinema político de gênero em uma história de zumbis do Haiti.

 

25) CINEMA COMO ANTIGAMENTE

A grande novidade da quarentena foi o retorno dos drive-ins no mundo inteiro. Em São Paulo, o Belas Artes Drive-in foi criado em parceria com o Memorial da América Latina e a abertura da programação, com ingressos esgotados, foi com Apocalypse Now. A procura pelo filme de Francis Ford Coppola foi tanta – a maior do projeto até agora – que ele chega hoje ao catálogo do Belas Artes à La Carte.

 

26) CINEMA EM CASA

Outro destaque do período, aliás, foi o aumento da oferta de plataformas que possibilitam ver filmes em casa. E o Belas Artes a La Carte tem tudo: novos filmes, clássicos, premiados, etc.

 

27) CINEMA, TV E STREAMING

Uma parceria entre a Imovision com a com a Globoplay apresenta seus filmes premiados, como Amor, Azul É A Cor Mais Quente, Fausto e muitos outros. Pelo site da distribuidora também é possível assistir a filmes sob demanda.

 

28) SÓ FILMES BRASILEIROS

Já a plataforma Spcine tem feito sucesso ao somar debates virtuais aos lançamentos brasileiros.

 

29) UM FESTIVAL DE PRÉ-ESTREIAS EM CASA

O Espaço Itaú de Cinema também fez uma boa programação online em parceria com a Looke Eventos Paralelos: um festival de pré-estreias. A apoteose foi com Mangueira em Dois Tempos.

 

30) VIOLÊNCIA POLICIAL NA TELA

Na plataforma da Embaúba Filmes, é possível alugar Sete Anos em Maio, impactante e premiado filme do brasileiro Affonso Uchôa que trata do tema da violência policial.

 

Para ouvir

 

31) UM GRANDE DISCO

Fiona Apple, a incansável cantora e compositora, mistura influências do jazz à eletrônica para criar o melhor álbum de música americana de 2020: Fetch the Bolt Cutters. É o primeiro disco da cantora desde 2012, e valeu a espera.

 

32) CLAPTON E O BLUES

É tempo também de ouvir os clássicos, não importa o gênero. From the Cradle, disco de Eric Clapton de 1994, é a melhor revisão do blues feita na história, só com as músicas que justificaram sua existência.

 

33) SEM PRAZO DE VALIDADE

Back in Black, de AC/DC, é uma pancada hard rock sem prazo de validade. Nenhuma ideia resiste ao confinamento quando se ouve esse álbum de 1980.

 

34) PULE OS SINGLES

Em 1968, perto do fim, os Beatles conseguiram fazer a obra-prima: Álbum Branco. Mas esqueça o mundo dos singles. Canções como Dear Prudence, Rocky Raccoon e Helter Skelter são para se ouvir uma após a outra.

 

35) GIL DE HOJE E DE SEMPRE

Gil das lives. Gil dos clássicos. Expresso 2222, o disco pós-exílio de Gilberto Gil, de 1972, pode dizer que o sonho acabou, mas ao mesmo tempo nos leva ao mar da Bahia, cujo verde vez em quando faz bem relembrar.

 

36) UM TROVADOR CUBANO

O trovador cubano Silvio Rodriguez merece um olhar especial, ainda que seja de descoberta. Esse disco é de 1978, e já vale se você ouvir apenas a faixa que dá nome ao álbum, Mujeres.

 

37) CLÁSSICO DA MPB

Juntar Elis Regina e Tom Jobim não foi fácil, sobretudo pela resistência dele. Mas o resultado nunca será superado. A história foi escrita em 1974, com Elis & Tom.

 

38) DIRETO DA ISLÂNDIA

Depois de inventar caminhos para explorar Bach e Phillip Glass, o pianista islandês Vikingur Ólafsson consegue embarcar os dois franceses no mesmo bote num feito extraordinário, no disco Debussy – Rameau.

 

Para fazer online

 

39) MUNICIPAL EM CASA

Nesses 100 dias de isolamento social, passeamos virtualmente por museus do mundo inteiro, vimos óperas, peças e concertos, fizemos cursos e participamos de debates. E seguiremos assim por mais um tempo. Uma das dicas nessa área é o canal do YouTube do Teatro Municipal de São Paulo, que está oferecendo acesso a algumas de suas principais atrações – e tudo de graça. É possível ver óperas como O Barbeiro de Sevilha e Rigoletto, apresentações do Balé da Cidade, o documentário Variações sobre um Quarteto de Cordas, do cineasta Ugo Giorgetti, e ainda o curso Direção de Palco.

 

40) TODO O CONTEÚDO DO SESC

A plataforma digital do Sesc colocou seu conteúdo à disposição do público, oferecendo atrações na mais diversas áreas, com acesso gratuito. No Cinema em Casa, filmes como o documentário Paulinho da Viola – Meu Tempo É Hoje. Tem shows como o de Guinga com o Quinteto Villa-Lobos, entrevista com Luis Fernando Verissimo e mais.

 

41) PASSEIO POR IMAGENS E SONS

Quer fazer um passeio por imagens fantásticas? Pois o site o Instituto Moreira Salles reúne o trabalho de nomes de peso, como Walter Firmo e Maureen Bisilliat, e imagens da Brasiliana Fotográfica Digital. Lá também é possível acessar a Rádio Batuta, com uma coleção de material documental sobre Noel Rosa, João Gilberto, Cole Porter e outros. Vale ainda ver República, o intenso curta que Grace Passô fez para o IMS durante a quarentena.

 

42) RESGATE DE EXPOSIÇÕES

Já o Museu da Imagem e do Som (MIS) tem em seu canal no YouTube diversas opções em vídeo sobre música, cinema, fotografia e, claro, exposições – desde a mais recente, e que será retomada quando o local reabrir, com fotos de John Lennon em Nova York, passando pelas mostras sobre a cantora Björk, Quadrinhos, Tim Burton e Renato Russo. Estão lá também entrevistas e depoimentos feitos para o projeto Notas Contemporâneas.

 

43) DANÇA NO SOFÁ

Quer ver um espetáculo de dança? A página da companhia de Deborah Colker no YouTube mantém vídeos de seus espetáculos. Entre as coreografias estão Cruel, Cão Sem Plumas, Tatyana e Nó. Além dos espetáculos, o público pode conferir alguns vídeos com entrevistas da diretora e convidados.

 

44) PARA APRENDER MAIS

Se a ideia é fazer um curso online, a Casa do Saber tem várias opções. Em seu site, o público terá a oportunidade de ver ou rever aulas sobre a série de TV espanhola Merlí, dada pelo professor Renato Janine Ribeiro. Tem também a série As Pensadoras, em que professoras renomadas analisam as obras de grandes nomes femininos.

 

45) DIÁLOGOS LITERÁRIOS

Até o dia 30 de julho, a Liga Brasileira de Editoras reúne escritores, ilustradores, editores e público em debates online (são 40 no total) de uma hora de duração, como parte da programação do Esquenta Primavera, que teve início no final de maio. O acesso é gratuito e feito pela plataforma LabPub, e os encontros já realizados foram gravados e ainda podem ser assistidos. No dia 2, às 10h, Cidinha da Silva e Léonora Miano participam do debate Trajetórias literárias cruzadas. No encerramento, uma conversa sobre o educador Paulo Freire, cujo centenário de nascimento será lembrado no ano que vem.

 

46) CULTURA EM CASA

No site do Itaú Cultural, outra instituição que mantém suas atividades virtualmente, é possível ter acesso aos podcasts Paiol Literário, com entrevistas de grandes nomes da literatura brasileira. Tem também o Toca Brasil, apresentando histórias da música brasileira em bate-papos com pessoas de destaque no meio – umas dessas entrevistas é com Elke Maravilha.

 

47) MAIS FILMES

Outra dica de plataforma para quem gosta de cinema é a Videocamp, que reúne filmes, em sua maioria documentários. Entre os destaques, O Amigo do Rei, que mistura documentário e ficção, e o belo Território do Brincar.

 

Para ter dicas especializadas

 

48) ENTRE PÁGINAS

Ainda era início da quarentena quando mostramos como o período poderia ser propício para colocar leituras pendentes em dia. Para ajudar na tarefa, pedimos para jornalistas de diferentes editorias da redação darem suas dicas de leitura. As 50 indicações reunidas incluem biografias, livros de esporte, música e gastronomia e obras literárias de diferentes nacionalidades. Afinal, o estímulo à imaginação promovido pela leitura pode nos ajudar a manter a sanidade e contornar períodos desafiadores.

 

49) OUVIDOS ATENTOS

O Estadão perguntou a 23 músicos e cantores o que eles indicavam para que as pessoas ouvissem no período de distanciamento social. O resultado foi um mosaico de ritmos, com artistas nacionais e internacionais. As dicas são atemporais. Mart’nália, por exemplo, foi de Djavan. Vanessa da Mata escolheu Clara Nunes. Já o rapper Rael indicou Bob Marley.

 

Para cuidar da casa

 

50) AMBIENTE AQUECIDO

Nunca passamos tanto tempo em casa. Por isso, ela merece uma atenção especial, principalmente, neste inverno. Algumas dicas para deixá-la mais quentinha: como o sol nasce mais tarde e se põe mais cedo, é importante que as janelas sejam abertas durante o dia, no horário mais quente, para ventilar e aquecer a casa. Depois, feche as cortinas e, à noite, experimente colocar uma bolsa térmica sob os lençóis ou passá-los com o ferro quente.

 

51) ESCRITÓRIO DOMÉSTICO

Trabalhar em casa se tornou cada vez mais comum. Assim, vale investir em um bom modelo das chamadas cadeiras executivas, para equipar seu escritório. Com as dicas do Casa, você garante seu bem-estar durante a quarentena.

 

52) CLIMA ÁRIDO

Que tal transformar sua varanda com novas plantas? Para começar, pense nas xerófitas. Elas se adaptam ao cultivo em pequenos vasos e se desenvolvem bem no alto de prédios de cidades como clima que tende ao seco, como São Paulo. Além disso, as chamadas suculentas (foto) necessitam de pouca manutenção hídrica.

 

53) RECICLAR É PRECISO

O maior tempo em casa pode ser usado para repensar a quantidade de lixo gerado e criar alternativas para a reciclagem. Troque o saco plástico do lixo do banheiro por jornal, por exemplo. Já o resíduo orgânico pode ser reaproveitado por meio da compostagem, processo que transforma o lixo em terra fértil.

 

54) CRIATIVIDADE EM ALTA

Criar um objeto decorativo, como vasos personalizados (foto), pode ser um passatempo e também uma maneira criativa de presentear alguém (ou a si mesmo). As dicas de três designers você em nossa reportagem.

 

55) SEM QUEBRA-QUEBRA

Para quem pensa em trocar o piso de casa, mas não quer saber de quebra-quebra, há várias opções, como pintura e aplicação (por cima do já existente) de revestimentos vinílicos, laminados e até porcelanato.

 

56) TOQUE PESSOAL

Uma forma rápida e eficaz de atualizar a decoração é trocar o tapete. Ele é um componente capaz de fazer a diferença no ambiente. Por isso, e para fazer valer seu investimento, ele deve ser escolhido com atenção e critério, pensando no material e formato ideais.

 

57) CONFORTO E PERSONALIDADE

Outra dica simples que pode ter muito impacto na decoração é investir em novas almofadas. Para começar, esqueça por um momento seu sofá e olhe ao redor. A cor de uma parede pode servir de inspiração para compor todas as suas almofadas. Ou você pode definir a tonalidade das peças com base nos tons predominantes de poltronas, cadeiras ou até quadros presentes no ambiente.

 

58) CADA COISA EM SEU LUGAR

Funcionalidade, praticidade e campo de visão. Segundo nossos entrevistados, esse é o tripé para a organização da casa. A primeira tarefa é separar o que é útil do que não serve mais. No caso das roupas, é possível alongar sua vida útil e customizá-las (foto). Já para objetos, veja se é possível doar algo. Só então passe a organizar seu armário, categorizando-o e posicionando tudo de forma que tenha uma visão completas das peças.

 

Para cuidar do seu bem-estar

 

59) À FLOR DA PELE

Ver arte, mesmo que virtualmente, pode ser muito terapêutico. Enquanto os museus estão fechados, iniciativas apostam na divulgação de obras pela internet. A página do Instagram The Covid Art Museum propõe compilar criações artísticas do momento. Com proposta semelhante, o  Museu do Isolamento Brasileiro  busca difundir obras produzidas por artistas de todo o País durante a pandemia.

 

60) ENTRE NO JOGO

Na falta de distrações, jogos clássicos online podem ser uma boa distração para adultos, seja sozinho, em família ou com amigos. Dá para jogar Pokémon GO de casa, no celular, ou até clássicos do tabuleiro, como Perfil ou War.

 

61) CONVIVÊNCIA PACÍFICA

Quando a quarentena começou, muitos casais, habituados a passarem longas horas do dia fora de casa, assustaram-se com o fato de terem de intensificar a convivência com seus companheiros. Pensando nisso, contamos a história de adaptação entre parceiros que passaram a viver em isolamento e mostramos dicas de especialistas para tornar a convivência no lar mais harmoniosa.

 

62) ANDAR COM FÉ

Nos últimos tempos, são recorrentes as alterações de ânimo e a intensificação de ansiedades por causa da pandemia. Não é de se estranhar, portanto, que a própria relação das pessoas com a fé esteja sendo afetada. Para o mestre em ciências da religião Andrei Venturini Martins, com o acesso a informações sobre diferentes práticas, as pessoas poderão desenvolver uma relação menos institucionalizada com a fé, baseada no cruzamento dos valores que lhes fazem sentido.

 

63) APOIO REMOTO

O momento de incerteza causado pelo coronavírus afetou o emocional de muitas pessoas. Por isso, psicólogos se uniram para poder apoiar a população em breves atendimentos de forma remota.

 

64) LIDANDO COM A FRUSTRAÇÃO

De novos negócios a mudanças na carreira, de viagens a festas de casamento, os planos mais diversos foram frustrados pela pandemia. Para lidar com a frustração, reunimos dicas de especialistas, que mostram como o momento demanda “flexibilidade psicológica”.

 

65) O LADO BOM

Cuidar da mente também é olhar o lado positivo das coisas. Por isso, nos últimos meses, publicamos nossa seleção semanal de 10 boas notícias. No total, já foram 130, entre ações de solidariedade, histórias inspiradoras e cenas adoráveis. Algo para ler e reler.

 

66) MODELO POR UM DIA

Em casa, aproveite que você tem todas as suas roupas e maquiagens à mão para marcar um ensaio fotográfico via chamada de vídeo. Luz, boa conexão com a internet e câmera do celular de qualidade são imprescindíveis. Além, claro, da confiança no fotógrafo do outro lado da tela que irá capturar bem cada sentimento.

 

67) ACADEMIA VIRTUAL

Com as academias fechadas, o mundo fitness se adaptou ao universo digital. As opções são muitas: lives de dança, dicas onlines com personal trainers, aplicativos com treinos personalizados e canais do YouTube que ensinam exercícios possíveis de fazer em casa. Basta arranjar um cantinho – e disposição.

 

68) CUIDADO A QUEM PRECISA

O grupo de maior risco para a covid-19 continua sendo o de pessoas acima de 60 anos. Porém, ficar em casa sem se exercitar pode causar doenças cardíacas, respiratórias e de circulação. A pedido do Estadão, o educador físico Rodrigo Sangion indicou exercícios simples que podem ser feitos em casa, com segurança.

 

69) NO ROSTO E NO PRATO

Alimentos que você tem em casa podem ser grandes aliados no cuidado pessoal. As chamadas “comidas para a pele” são uma maneira de usar ingredientes facilmente encontrados para cuidar do corpo e evitar o desperdício de. Abacate para hidratar, café para esfoliar ou banana para a prevenção de acne. Separamos dez receitas para a pele e cabelo para você testar.

 

Para comer e cozinhar

 

70) MODO OUVINTE

Se você faz parte do time que adora falar sobre comida e anda carente das conversas em torno da mesa do restaurante, com amigos bons de papo e de garfo, confira uma seleção de podcasts de gastronomia para tornar sua quarentena mais saborosa e, quem sabe, produtiva.

 

71) FEITO EM CASA

Maionese, ketchup, requeijão, ricota, caldo de legumes… Você pode fazer esses produtos em casa em vez de comprá-los industrializados. Além de ficarem mais gostosos, você ainda tem certeza de todos os ingredientes que está consumindo.

 

72) DESAFIO NA COZINHA

Gosta de cozinhar, mas tem medo de se arriscar em receitas mais complexas? Encomende os kits de pratos semiprontos que restaurantes passaram a servir nesta quarentena. Assim você coloca um pouquinho a mão na massa – a ideia é só finalizar as receitas, com a garantia de que vai dar tudo certo no final.

 

73) FEBRE CULINÁRIA

Ao que parece, não são só “memes” que viralizam na internet: há uma porção de cinnamon rolls pipocando em fotos e vídeos nas redes sociais nos últimos tempos. Entre você também nesse onda e aprenda a fazer, no site do Paladar, o famoso pãozinho enrolado com açúcar e canela.

 

74) DIRETO DO PRODUTOR

Sem pedir licença, o coronavírus atingiu em cheio a cadeia da comida. Na tentativa de reparar o orçamento, que sofre com o fechamento dos restaurantes, chefs e pequenos produtores criam mercadinhos artesanais voltados ao consumidor final. Vale a pena conhecer.

 

75) PONTO CERTO

Pode não parecer, mas existe muita técnica culinária por trás da comida congelada (como este peixe da foto).Além dos truques que vão facilitar sua vida na cozinha no dia a dia, há ainda estratégias para preservar as características naturais dos ingredientes, como cor, textura e sabor.

 

76) QUESTÃO DE PRATICIDADE

Quem não tem alimentos enlatados em casa que atire o primeiro abridor. Eles são uma mão na roda na hora de improvisar refeições, principalmente durante o isolamento social. Confira quais as latas que é sempre bom ter na despensa – e receitas para incrementar esses ingredientes.

 

77) NO BALCÃO DE CASA

Tudo pode mudar na semana que vem, mas, por hora, bares seguem fechados em São Paulo. Para nossa sorte, ainda temos um balcão que pode (e deve) ser frequentado: o do Giba. Tem uma porção de receitas de coquetéis por lá, dos clássicos ao autorais.

 

78) PEGUE E PAGUE

A despeito da crise na restauração agravada pela pandemia do novo coronavírus, chefs e restaurateurs estrearam a operação de restaurantes em plena quarentena, com delivery e take away. Aproveite para conhecer, a distância, os novos estabelecimentos.

 

79) PÃO NOSSO

As redes sociais foram inundadas por posts e stories do Instagram de pessoas produzindo seus fermentos e pães caseiros durante a pandemia do novo coronavírus. O hobby dá certo trabalho e requer tempo e paciência, o que explicaria a sua retomada no isolamento.

 

80) TEMPO DE SOBRA

Para quem gosta de cozinhar, há sempre receitas que ficam marcadas nos livros para serem feitas numa ocasião sem pressa, pois exigem tempo e paciência. A quarentena pode ser uma boa oportunidade para encarar o desafio de alguns desses projetos gastronômicos.

 

81)PELA INTERNET

Com restaurantes fechados e, talvez, tão entediados quanto boa parte de seus seguidores, alguns chefs colocam a mão na massa e ensinam a cozinhar por meio de seus perfis na rede social Instagram. Além de ter acesso às receitas, dá para acompanhar os modos de preparo em vídeo.

 

82) BAR EM CASA

Montar um bar caseiro tem a sua ciência. É um quebra-cabeça que pode contar com muitas peças e depende, basicamente, de quanto você está disposto a gastar. Antes de sair comprando todas as garrafas que vê pela frente, comece com as bebidas básicas.

 

83) MESTRES CERVEJEIROS
Saudades de um chope fresquinho, né, minha filha? Mas não é porque você não pode, por enquanto, visitar o seu bar do coração que você precisar deixar de beber uma cerveja fresca e local. Heloisa Lupinacci, da coluna Só de Birra, do Paladar, entrega sempre as melhores pedidas durante esta pandemia. Entre as dicas da colunista, estão rótulos, livros, documentários, lançamentos, além de outras novidades do universo cervejeiro.

 

84) É SÓ PEDIR

Com os restaurantes fechados, a entrega de comida disparou com a recomendação de ficar em casa. A coluna Fica Aí, de Patrícia Ferraz, avalia os deliveries de diversos restaurantes e pratos da cidade. Um ótimo guia para sua próxima pedida.

 

85) NO BULE

Nunca se tomou tanto café em casa – e, por isso, o especialista Ensei Neto, blogueiro do Paladar, mostra o caminho para alcançar a melhor xícara durante a quarentena. Confira como fazer e comprar grãos e utensílios para o seu café especial.

 

86) PARA QUEM AMA QUEIJO

Algumas atividades ficaram suspensas durante a pandemia, mas não a do queijo. A mestre queijeira e blogueira do Paladar Débora Pereira deixa as novidades desse universo ainda mais saborosas com suas dicas de harmonização, receitas e boas compras.

 

87) NA TAÇA

A quarentena despertou o sommelier que existe dentro de você? A colunista de vinhos do Paladar, Suzana Barelli, o ajuda, a cada semana, a ficar atualizado sobre o mundo de Baco, com dicas de rótulos, documentários, livros, lives, lançamentos e promoções.

 

Para viajar em casa

 

88) HORIZONTES FUTUROS

Pode ser cedo para sair de casa, mas nunca é tarde para se informar. Por isso, estamos acompanhando as tendências de viagem na pós-pandemia e os novos protocolos adotados por hotéis e parques para voltarem a funcionar. Sem uma vacina contra a covid-19, escapadas de carro para lugares perto de casa devem ser a escolha de viajantes pelo mundo. Aqui o turismo local, mais do que uma propensão, será um necessidade, já que, devido às altas taxas de coronavírus no nosso território, não somos bem-vindos em destinos como Estados Unidos, Europa e Argentina. Mas, é bom lembrar, epidemiologistas entrevistados pelo Estadão para as reportagens sobre viagem são unânimes: ainda não é hora de viajar.

 

89) SAIR SEM SAIR

Com o impedimento de viajar, atrações convidam o turista a se aventurar pela internet. Iniciativas como #DiscoverGermanyFromHome, do Turismo da Alemanha, trazem conteúdo sobre destinos para inspirar futuras férias. Até domingo (5/7), o Canada Day CCBC Online Festival promove uma imersão na cultura do país, com inscrições gratuitas. Nas viagens virtuais, as experiências são cada vez mais reais. É possível fazer um voo de helicóptero por Nova York no You Visit, com cenas 360 graus e narração, ou uma sessão de meditação com uma mexicana pelo Airbnb.

 

Para entreter as crianças

 

90) BRINCANDO DE CASINHA

O segredo para distrair crianças confinadas pode estar entre panelas. Ir para a cozinha com elas funciona não só como distração, mas também como uma forma de aproximá-las da comida e sua origem.

 

91) TELA BOA

Até pais mais avessos à tecnologia nas mãos de crianças têm de admitir que o universo digital guarda mais do que games. A internet está cheia de atividades lúdicas e educativas. E tem sempre algo novo. Até na quarentena surgiram sites e apps para a garotada – como o TV Rá Tim Bum Play.

 

92) JOGUE O JOGO

Contação de história geralmente atrai a atenção dos bem pequenos. Já pré-adolescentes costumam gostar de desafios e jogos, de cartas a tabuleiros. Escolher o que propor, então, muda de acordo com a idade. Vale conferir as recomendações por faixa etária dadas por especialistas.

 

93) FESTA GARANTIDA

Para suprir a ausência da festa de aniversário das crianças, pais lançaram mão de ferramentas até então usadas em reuniões de trabalho, como Zoom e Google Meet. Leia mais sobre as festas a distância e veja como montar a sua.

 

94) NO BAIRRO DO LIMOEIRO

A Turma da Mônica tem sido incansável no combate ao coronavírus. A turminha lançou até uma cartilha, em parceria com a Unicef, com informações sobre a covid-19 e boas práticas de higiene, com Cascão na capa. Depois, Magali ficou à frente de um caderno de receitas (@turmadamonica). Para se distrair, o app Banca da Mônica continua com diversos gibis com download gratuito.

 

95) ATENÇÃO A ELAS

As crianças estão vivendo os mesmos dramas que os adultos na quarentena. Por isso, é bom estar atento à saúde mental delas. A meditação é possível – e pode ajudar.

 

Para cuidar do carro

 

96) CUIDADO IMPORTANTE

Tem de usar o carro? Então, não descuide da limpeza. Antes de entrar nele, espirre um pouco de álcool 70% na sola dos calçados e só depois pise no assoalho. E limpe também, periodicamente, com a mesma solução, áreas de maior contato, como volante, alavanca de câmbio, freio de mão, puxadores e comandos de vidros e som.

 

97) NA ATIVIDADE

Mesmo que não for sair, procure ligar o motor do carro uma vez por semana por alguns minutos – é importante para que a carga da bateria seja restabelecida. Aproveite para acionar também o ar-condicionado, para evitar ressecamento das mangueiras do sistema.

 

98) ENTRE LIVROS E CARROS

E que tal uma leitura automobilística? A História do Automóvel, de José Luiz Vieira, é dividida em três volumes. O primeiro parte da invenção do automóvel, no fim do século 19. O segundo cobre de 1908 a 1950. E o terceiro descreve a evolução até os carros atuais (Editora Alaúde; R$ 259,15).

 

99) CONTROLE ACIONADO

Quer matar a saudade de dirigir sem sair do sofá? Uma dica é (re)ver o filme Ford vs Ferrari, disponível em várias plataformas de streaming. Baseado numa história real, retrata a batalha travada na pista de Le Mans, na França, nos anos 1960, entre as marcas.

 

100) FAÇA VOCÊ MESMO

Já que o carro está na garagem, faça uma manutenção básica – como a troca de filtro do ar-condicionado ou lâmpadas, que pode ser feita pelo próprio dono. Ele é a “máscara facial” do veículo.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais