SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   G-20 facilita importações pela primeira vez desde 2014

G-20 facilita importações pela primeira vez desde 2014


Fonte: Valor Econômico (30 de junho de 2020 )
— Foto: Pixabay

Restrições comerciais continuam elevadas globalmente, mas, pela primeira vez desde 2014, as maiores economias do mundo reunidas no G-20 adotaram mais medidas para facilitar importações.

 

É o que mostra novo relatório bianual de monitoramento da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre medidas comerciais, constatando o movimento mais de abertura em meio à crise provocada pela covid-19.

 

Entre metade de outubro de 2019 e metade de maio de 2020, os países do G-20 implementaram 154 novas medidas comerciais. Do total, 95 foram para facilitar importações e 59 para restringir a entrada de produtos estrangeiros. No total, 60% das medidas tinham vinculação com a pandemia de covid-19. No início do surto do vírus, vários governos introduziram restrições a exportação de produtos médicos, incluindo máscaras cirúrgicas, luvas, remédios e desinfetantes. Mas 36% dessas medidas já foram retiradas.

 

O Brasil está entre os países que suspenderam temporariamente um bom número de tarifas sobre produtos médicos e mesmo algumas sobretaxas. Ao mesmo tempo, impôs exigência de autorização antecipada para eventual exportação de cloroquina e hidroxicloroquina, produtos que presidente Jair Bolsonaro acredita ainda serem importantes no combate ao vírus.

 

Novas medidas restritivas, sem relação com a pandemia, cobriram um comércio estimado em US$ 417,5 bilhões. Por sua vez, novas medidas facilitando importações cobriram um comércio de US$ 735,9 bilhões.

 

“Historicamente, altos níveis de medidas restritivas ao comércio continuam a ser uma fonte de preocupação, mais ainda num período em que o comércio internacional e investimentos serão críticos para reconstruir as economias, negócios e subsistência”, afirmou Roberto Azevêdo, diretor-geral da OMC, destacando, ao mesmo tempo, o aumento de medidas para facilitar importações.


Mais lidas


  Na última sexta-feira (08) o Sindicato dos Operadores Portuários do Estado de São Paulo (SOPESP) recebeu, na sua sede, o Secretário Nacional de Portos e Transportes Aquaviários do Ministério da Infraestrutura (MInfra), Mario Povia.   Essa foi à primeira visita do secretário a entidade desde que assumiu a pasta, em maio deste ano, e […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais