SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   44% acham que mais jovens devem voltar ao trabalho com máscaras

44% acham que mais jovens devem voltar ao trabalho com máscaras


Fonte: Poder 360 (30 de junho de 2020 )
Pacientes na porta do Hospital da Asa Norte, em Brasília (DF), durante a pandemia da covid-19. O Hran, como é conhecido, é referência no tratamento da doença

 

Pesquisa do DataPoder360 mostra que 44% dos brasileiros são a favor do retorno dos mais jovens ao trabalho, desde que estejam usando máscaras. Uma parcela maior (47%) acha que mesmo as pessoas fora do grupo de risco da covid-19 devem continuar em casa para se proteger do coronavírus e conter sua disseminação.

 

Esse já é o 6º levantamento feito pela divisão de pesquisa do Poder360 sobre a opinião dos brasileiros para o retorno presencial ao trabalho. A taxa daqueles que defendem a permanência do isolamento social se mantém estável desde meados de maio.

 

Os que acham que os jovens devem continuar em casa durante a fase vigente da pandemia varia de 46% a 52% desde o 1º estudo, publicado em 18 de abril. Já o percentual dos que são a favor o retorno subiu 7 pontos desde a pesquisa realizada no final de abril.

 

 

Dados divulgados neste sábado (27.jun.2020) pelo Ministério da Saúde mostra que o Brasil tem 1.313.667 casos confirmados de covid-19 e 57.707 mortes pela doença. O país ocupa a 2ª posição no mundo em ambos os quesitos, atrás somente dos Estados Unidos.

 

Só nas 24 horas anteriores, foram notificadas 38.693 novas infecções em 24 horas. No mesmo período, mais 1.109 mortes foram confirmadas.

 

A pesquisa foi realizada de 22 a 24 de junho de 2020 pelo DataPoder360, divisão de estudos estatísticos do Poder360, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 549 municípios nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais e o nível de confiança é de 95%. Conheça mais sobre a metodologia lendo este texto.

 

MAIS JOVENS SÃO CONTRA

Os entrevistados de 16 a 24 anos são a faixa etária que mais rejeita o retorno ao trabalho durante a pandemia. Entre eles, 39% são a favor da flexibilização. A taxa é 5 pontos percentuais menor que a registrada entre adultos a partir dos 25 anos. Nesse caso, as respostas favoráveis ao retorno variam de 44% a 46%.

 

No recorte de renda, aqueles que ganham de 5 a 10 salários mínimos são os que mais defendem a permanência em casa: 2/3 rejeitam a volta do trabalho presencial. Por outro lado, pelo menos 4 em cada 10 pessoas com outros padrões de renda–desde desempregados a quem ganha mais de 10 salários mínimo– apoiam o retorno.

 

O levantamento mostra ainda que, quanto maior o nível de instrução, maior o receio de que o isolamento seja relaxado. Mais da metade de que tem Ensino Superior (58%) defende a permanência em casa. Os que concluíram o Ensino Médio são 46% e aqueles com Fundamental, 44%. O último grupo é o único, considerando escolaridade, que defende mais o retorno do que a manutenção do isolamento para jovens: 47% acham que os mais jovens já podem voltar a trabalhar presencialmente usando máscaras.

 

ATIVISMO BOLSONARISTA

O presidente Jair Bolsonaro é crítico ao isolamento social horizontal, ou seja, para todos, sem discriminação de grupos de risco. O chefe do Executivo federal tem incentivado governadores e prefeitos –responsáveis pela resposta à pandemia– para flexibilizar as proibições de trabalho presencial.

 

A posição tem respaldo de seus apoiadores. Dos que avaliam seu trabalho como bom ou ótimo, 75% acham que os jovens devem voltar ao trabalho. Somente 18% responderam o oposto. Já críticos do desempenho do presidente defendem o contrário: 20% querem a volta; 72% não.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais