SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   EMAP e OGMO firmam parceria para proteger trabalhadores do grupo de risco

EMAP e OGMO firmam parceria para proteger trabalhadores do grupo de risco


Fonte: EMAP (26 de junho de 2020 )

A EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária formalizou, no final de maio, um convênio com o OGMO Itaqui – Órgão de Gestão de Mão de obra do Porto do Itaqui para indenizar trabalhadores portuários avulsos (estivadores, arrumadores e conferentes) afastados de suas funções em medida de prevenção à covid-19, por se enquadrarem no grupo de maior risco (acima de 60 anos e portadores de doenças pré-existentes). O convênio atende portaria do Ministério da Infraestrutura (nº 46, de maio deste ano) e Medida Provisória nº 945, de 04 de abril de 2020, que estabelece medidas temporárias em resposta à pandemia de covid-19 no âmbito do setor portuário.

 

“Os portos são serviços essenciais e a mão de obra dos trabalhadores avulsos (TPAs) é parte importante do nosso setor. Para a EMAP, saúde e segurança são valores fundamentais e em conjunto com operadores portuários e arrendatários, temos tomado uma série de medidas para garantir a saúde de todos os envolvidos em nossas operações. Esse convênio com o OGMO Itaqui vai nessa direção e também concretiza diretrizes contidas na medida provisória 945 e em portarias”, afirmou Ted Lago, presidente da EMAP.

 

De acordo com o documento, a EMAP, na qualidade de autoridade portuária, compensará parte dos recursos investidos no pagamento dos profissionais afastados pelas operadoras e arrendatárias, de modo a garantir a remuneração desses trabalhadores temporariamente impossibilitados de desenvolver suas atividades. Para isso a empresa disponibilizou R$ 568.448,80 (quinhentos e sessenta e oito mil, quatrocentos e quarenta e oito reais e oitenta centavos), a serem desembolsados conforme plano de trabalho acordado entre as partes.

 

Além da vulnerabilidade dos indivíduos de grupos mais sensíveis (idosos e portadores de doenças crônicas), a medida considera também os impactos econômicos que a instabilidade sanitária e social poderia provocar nas atividades portuária e a importância da interação porto-cidade para o desenvolvimento local e regional.

 

O convênio é válido por 180 dias a contar da data de publicação no Diário Oficial do Estado do Maranhão (5 de junho), podendo ser prorrogado.


Mais lidas


  Estivemos presente na primeira Expo Retomada – Evento Teste Oficial autorizado pelo Governo do Estado de São Paulo e a Prefeitura Municipal de Santos, para falarmos sobre a reabertura dos eventos.   Nosso Diretor-Executivo, Ricardo Molitzas participou no 3º Painel: “Novas oportunidades de gestão para o setor de eventos” ao lado da Sueli Martinez […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais