SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Conselho Consultivo: a base do sucesso do Brasil Export

Conselho Consultivo: a base do sucesso do Brasil Export


Fonte: Brasil Export (22 de junho de 2020 )

 

O Fórum Nacional Brasil Export está consolidado como a mais importante iniciativa do setor de infraestrutura e logística portuária no Brasil. Um dos principais ingredientes do sucesso, sem dúvida, é o seu Conselho Consultivo. Como fórum permanente multissetorial, o Brasil Export é composto por um conselho de notáveis comprometido com a missão de contribuir para um Brasil melhor. O reconhecimento de seu valor ganha credibilidade com o apoio do ministério de Infraestrutura, além de diversas entidades e empresas de vários setores presentes em inúmeras atividades promovidas pelo Fórum. O projeto começou há 17 anos, portanto, ainda como Santos Export. Desde então ganhou relevância e, em 2019, optou pela formação dos conselhos consultivos, formados por lideranças, executivos e representantes de associações de classe, viabilizando espaços para troca de experiências e compartilhamento de ideias. Os conselheiros são pessoas convidadas pela organização que não recebem remuneração por esse trabalho, realizando um trabalho pro bono e exercendo assim, de forma colaborativa, uma colaboração essencial para discutir e encaminhar soluções que possam contribuir para o desenvolvimento do setor e do País.

 

Até 2019 o Fórum era realizado em uma edição anual. A partir de 2020 foi ampliado com a criação de cinco eventos, um em cada região do Brasil, e de cinco novos conselhos, um para cada iniciativa. Afinal, a crescente movimentação nos portos brasileiros, o avanço das inovações tecnológicas na logística e o emprego de sistemas de ponta nas operações nos navios necessitam de debates produtivos e permanentes, com articulação política adequada. Denominados Centro-Oeste Export, Norte Export, Nordeste Export, Sudeste Export e Sul Export, os cinco eventos regionais e seus respectivos conselhos “preparam o terreno” para as discussões do fórum nacional, previsto para os dias 19 e 20 de outubro, em Brasília.

 

Além de Jose Roberto Campos, presidente do Conselho Nacional do Brasil Export, o evento conta com a presidência de Ricardo Falcão no conselho do Norte Export, de Henry Robinson no conselho do Sudeste Export, de Jesualdo Silva no conselho do Sul Export, de Edeon Vaz Ferreira no conselho do Centro-Oeste Export e de Aluisio Sobreira na presidência do Conselho do Nordeste Export.

 

Com a disseminação de casos de Covid-19 e a declaração de pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS), os encontros presenciais foram substituídos por videoconferências e webinários. “Como evento referência do setor e agora com a presença constante no ambiente virtual, o Brasil Export mantém articulação política e interlocução com autoridades e representantes das principais entidades”, explica o CEO do Fórum, Fabrício Julião. Ele informa que com a criação desses regionais foi possível reunir cerca de 100 nomes importantes de todas regiões do Brasil, incluindo grandes personalidades, empresários e especialistas do setor, representando associações, entidades públicas e privadas, que em suas regiões compartilham experiências dos eventos e assumem posições de defesa da economia nacional.

 

Neste período de atividades digitais, os conselheiros tiveram a oportunidade de conversar com o secretario executivo do Ministério de Infraestrutura, Marcelo Sampaio, com o secretario nacional de Portos, Diogo Piloni, com o presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro José Mucio, com o diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Adalberto Tokarski, e com o presidente da Frente Parlamentar Mista de Logística de Transporte e Armazenagem, senador Wellington Fagundes, além de diversos deputados federais e de muitos outros importantes players do segmento. No próximo dia 30 já está confirmada a participação do Ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

 

Inovação e Tecnologia

Com o objetivo de colaborar para a inovação e para o desenvolvimento tecnológico da atividade portuária no País, a organização do Brasil Export também realizará o Brasil Hack Export, uma grande maratona com cinco seletivas regionais e prêmios para os participantes. A iniciativa repete a fórmula de sucesso do evento principal com a criação de um único conselho orientador, agregando profissionais de tecnologia. O objetivo principal é inspirar o desenvolvimento da inovação e criação com impacto no universo da infraestrutura e da logística portuária.  O comando do Conselho é do diretor-executivo da Associação Brasileira de Terminais e Recintos Alfandegados (Abtra), Angelino Caputo e Oliveira.

 

Um por todos …

O consultor portuário José Roberto Campos, Presidente do Conselho Nacional, destaca a importância do grupo: “O Conselho Nacional surgiu em 2019 com o objetivo de propor temas e palestrantes. Formado por experientes profissionais especialistas no setor da logística do Comércio Exterior preocupados em discutir e encaminhar soluções para o desenvolvimento do setor, o Conselho Nacional foi ampliado com a criação dos Conselhos Regionais, com o mesmo conceito. Com as videconferências e webinários, o Brasil Export se transformou em ampla plataforma em que todos participam de forma integrada e colaborativa, preocupados em discutir e encaminhar soluções para o desenvolvimento do setor. No meu modo de entender, o fórum cresceu muito com todas as dificuldades que estamos enfrentando esse ano. Temos certeza de que, apesar de todos os desafios, o Brasil Export 2020 será um marco de toda trajetória do setor de logística do Brasil”.

 

Angelinio Caputo de Oliveira ressalta a importância dos eventos virtuais nesse momento: “Estamos cursando uma verdadeira pós-graduação com esse conjunto de lives abordando temas tão diversos, porém complementares. No mínimo sairemos profissionais melhores após essa pandemia”.

 

Carlos Cesar Meireles Vieira Filho, diretor-presidente da Associação Brasileira de Operadores Logísticos (Abol) e também conselheiro, é um entusiasta do evento: “A natureza do Brasil Export é agregar, somar, congregar. Pelo propósito de seu processo histórico ele sempre atraiu entidades, personalidades, expert, expoentes, ilustrados, que trazem a boa discussão no ambiente delicado que estamos vivendo. O grande diferencial são os Conselhos, reunindo especialistas em suas áreas, de cadeias e cabeças diferentes, com um ótimo resultado. Como Presidente da Abol, nós procuramos sempre participar de ambientes fecundos, férteis, que possam trazer propostas de soluções verdadeiras para todas aquelas discussões que precisamos ter no Brasil. E quando falamos de infraestrutura logística de largo espectro é fundamental que este ambiente esteja composto por cabeças iluminadas”.


Mais lidas


Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais