SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Brasil registra mais de mil mortes em 24 horas por coronavírus pela 1ª vez

Brasil registra mais de mil mortes em 24 horas por coronavírus pela 1ª vez


Fonte: Money Times (20 de maio de 2020 )
As máximas diárias anteriores eram de 881 mortes, nível verificado em 12 de maio, e de 15.305 infecções, de 15 de maio (Imagem: REUTERS/Bruno Kelly)

 

Brasil registrou nesta terça-feira novos recordes diários de casos e mortes por coronavírus, rompendo pela primeira vez a barreira de 1 mil óbitos contabilizados um único dia desde o início da pandemia, informou o Ministério da Saúde.

 

Segundo o ministério, foram 1.179 novos óbitos contabilizados, o que eleva o total para 17.971, enquanto os casos confirmados saltaram em 17.408, para 271.628 –o país já é o terceiro do mundo com o maior número de registros do vírus.

 

As máximas diárias anteriores eram de 881 mortes, nível verificado em 12 de maio, e de 15.305 infecções, de 15 de maio.

 

A divulgação diária dos números pelo Ministério da Saúde não indica que as infecções e óbitos tenham necessariamente ocorrido nas últimas 24 horas, mas sim que os registros foram inseridos no sistema no período.

 

Depois de ultrapassar Alemanha e França na semana passada, o Brasil superou Espanha e Reino Unido em número de casos na segunda-feira, segundo números da Reuters, o que coloca o país atrás apenas de Estados Unidos (1.527.931) e Rússia (299.941) na contagem global.

 

O Brasil continua com comando provisório no Ministério da Saúde. Depois do pedido de demissão de Nelson Teich na última sexta-feira, na segunda troca de chefes da pasta desde o início da pandemia, o general Eduardo Pazuello tem ocupado o cargo de forma interina.

 

De acordo com as contagens do ministério, São Paulo segue como o Estado mais afetado pelo coronavírus no país, com 65.995 casos confirmados e 5.147 óbitos.

 

O coordenador do centro de contingência da Covid-19 de São Paulo, Dimas Covas, disse nesta terça-feira que o Brasil está perdendo a batalha contra a doença, reforçando um apelo para que as pessoas fiquem em casa.

 

“Estamos perdendo essa batalha contra o vírus, essa é a realidade. O vírus neste momento está vencendo a guerra… Nesses dias, a população terá oportunidade de fazer a sua parte, de mostrar que o vírus pode ser contido”, disse ele.

 

Na sequência dos números do Ministério da Saúde vem o Ceará, que volta a assumir a segunda colocação, com 28.112 casos e 1.856 mortes, acompanhado de perto pelo Rio de Janeiro, que possui 27.805 infecções confirmadas e 3.079 óbitos.

 

Ainda segundo a pasta, o Brasil conta com 106.794 pacientes recuperados da Covid-19 e 146.863 em acompanhamento.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais