SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Bertioga anuncia flexibilização de quarentena e permite reabertura parcial de comércios

Bertioga anuncia flexibilização de quarentena e permite reabertura parcial de comércios


Fonte: G1 (20 de abril de 2020 )
Medida foi anunciada pelo prefeito Caio Matheus durante uma live nas redes sociais — Foto: Reprodução/Facebook

A Prefeitura de Bertioga, no litoral de São Paulo, autorizou a reabertura de determinados comércios durante a pandemia do novo coronavírus, por meio de um novo decreto publicado na sexta-feira (17). O anúncio foi feito pelo prefeito Caio Matheus (PSDB) durante uma transmissão ao vivo nas redes sociais. A nova medida passa a valer a partir da próxima quarta-feira (22).

 

Assim como Guarujá e Cubatão, os estabelecimentos liberados para funcionamento terão de seguir normas de higiene e limpeza e, em alguns casos, os atendimentos deverão ser feitos com agendamento prévio, para evitar aglomeração.

 

As novas medidas adotadas serão monitoradas pela fiscalização municipal e pela Guarda Civil Municipal, sendo que a flexibilização será avaliada semanalmente em razão do cumprimento das normas e da análise dos dados do Boletim Coronavírus, emitidos pela Secretaria de Saúde do município.

 

Confira o que pode funcionar:

  • Supermercados, mercados, minimercados, mercearias, açougues, peixarias, padarias, hortifrutigranjeiros, quitandas, sacolões, farmácias, drogarias, farmácias de manipulação, agências bancárias, lotéricas, hospitais, clínicas médicas, odontológicas e veterinárias, serviços de saúde, venda de rações para animais, pet shops, óticas, estacionamentos, serviços públicos, cartórios, companhias de água e energia elétrica, associações de bairro, feiras livres (somente venda de produtos), bancas de jornais, lojas de suprimentos de escritório, assistência técnica de produtos eletrônicos, assistência técnica de aparelhos de refrigeração, chaveiros, agências de consignados e locadoras de veículos.
  • Lojas de embalagens, lojas de materiais de limpeza e de piscina, lojas de suplementos alimentares, papelarias, lavanderias, lava-rápidos, bicicletarias, lojas de compra e venda de veículos, lojas de autopeças, lojas de roupas, lojas de sapatos, lojas de perfumaria e higiene pessoal, lojas de produtos eletrônicos, lojas de celulares, lojas de som e acessórios veiculares, depósitos de gás, transportadoras, adegas e venda de água, escritórios de profissionais liberais ou empresas de advocacia, engenharia, arquitetura, escritórios de contabilidade, escritórios de empresas administradoras, escritórios de empresas de mão de obra, escritório de empresas de segurança e imobiliárias e lojas de tecidos (Com controle de pessoas e barreira física que impeça o acesso direto – de segunda a sexta até às 17h e aos sábados até às 14h)
  • Salões de beleza, cabeleireiros e barbearias (Portas fechadas e horário marcado até as 18h, de segunda a sexta-feira, e aos sábados até às 19h)
  • Restaurantes, pizzarias, pastelarias, lanchonetes, lojas de conveniência, loja de bolos e cafeterias, somente drive-thru, delivery ou retirada.
  • Lojas de materiais de construção, depósitos e serviços, locação de equipamentos e ferramentas, locação de caçambas, usinas de concreto, venda de plantas e produtos de jardinagem, empresas de dedetização e limpeza de fossas, oficinas mecânicas, oficinas elétricas e de eletrônicos, oficinas hidráulicas, oficinas de elevadores, borracharias, funilarias, serviços gráficos, serralherias, marcenarias e oficinas de aparelhos de ar condicionado (Portas semiabertas, com balcão ou barreira física que impeça o acesso direto e permita controle de pessoas)

 

Normas de segurança

  • Controle de filas e entradas de pessoas: o estabelecimento deverá controlar filas externas nas calçadas e internas, obedecendo a distância mínima de 1,50m entre as pessoas. Além disso, deverá estipular um limite pessoas no interior da local, sendo a taxa de ocupação de 50%.
  • Higiene: Na entrada dos comércios deverá ficar disponível produtos para desinfecção das mãos, como álcool em gel ou líquido, ou até lavatórios dotados de água corrente e sabonete. O estabelecimento deverá manter todo o ambiente e equipamentos, como máquinas de cartão, limpos e higienizados
  • Máscaras e luvas: Preferencialmente, qualquer pessoa que adentrar no espaço físico do estabelecimento deverá usar máscara de proteção, incluindo os funcionários. Prestadores de serviço também deverão usar luvas.
  • Manutenção de embarcações: As marinas deverão realizar esse tipo de serviço somente às segundas e terças-feiras. Fica vedado o uso de embarcações para fins esportivos e de lazer.

Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais