SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Trump suspende financiamento dos Estados Unidos à OMS

Trump suspende financiamento dos Estados Unidos à OMS


Fonte: Estadão (15 de abril de 2020 )

 

Há uma semana, o republicano havia ameaçado cortar os recursos depois de sugerir que a administração da organização tinha um viés favorável à China durante a pandemia de coronavírus.  Trump argumentou que os EUA são responsáveis por cerca de US$ 400 milhões enquanto, segundo ele, a China contribui com apenas US$ 40 milhões. O orçamento anual da OMS é de US$ 4,8 bilhões.

“Hoje, determino a suspensão do financiamento da Organização Mundial da Saúde enquanto se realiza um estudo para examinar o papel da OMS na má gestão e no encobrimento da pandemia do coronavírus”, declarou Trump durante sua entrevista coletiva diária, enquanto defendeu a gestão de seu próprio governo para a crise em seu país.

 

Trump atacou a organização por se opor às restrições de viagens à China no início da crise e a acusou de ser excessivamente cautelosa com os chineses no início do surto, mesmo que o próprio americano tenha elogiado a resposta do governo chinês até algumas semanas atrás.

 

O presidente americano diz que isso custou a outros países tempo crucial para preparar e adiar decisões para interromper as viagens internacionais.  “O ataque da OMS às restrições de viagens coloca o politicamente correto acima das medidas que salvam vidas”, afirmou.

 

A decisão do presidente de suspender o financiamento americano à OMS segue um padrão de ceticismo de sua presidência com as organizações mundiais que começou bem antes da pandemia de coronavírus. Trump já questionou o financiamento dos EUA às Nações Unidas, à aliança militar Otan, retirou-se de acordos climáticos globais e criticou a Organização Mundial do Comércio (OMC), sempre alegando que os outros países estavam roubando os EUA.

  

Para os críticos do presidente, porém, ele tenta tirar o foco da sua má-gestão da crise. Durante semanas após o início da epidemia de coronavírus, Trump elogiou frequentemente a resposta de Pequim e subestimou o perigo que representava em casa.

 

O senador democrata Chris Murphy, que atua na Comissão de Relações Exteriores do Senado, disse nesta terça-feira, mais cedo, que ainda que a OMS e a China tenham cometido erros, Trump está tentando desviar a culpa de sua própria administração.

 

“Nesse momento, há um esforço muito coordenado entra a Casa Branca e seus aliados para tentar encontrar bodes expiatórios pelos erros fatais que o presidente cometeu nos estágios iniciais dessa crise”, disse o senador.  / Com AFP


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais