SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Rússia elogia acordo sobre petróleo e afirma que salva milhões de empregos nos EUA

Rússia elogia acordo sobre petróleo e afirma que salva milhões de empregos nos EUA


Fonte: Money Times (13 de abril de 2020 )
Os russos têm tentado reconstruir laços desde a pandemia de coronavírus (Imagem: Reuters/Alexey Malgavko)

Um acordo global para restringir a produção de petróleo alcançado no final de semana deverá ajudar a estabelecer um piso para os preços da commodite e a salvar milhões de empregos nos Estados Unidos, disseram representantes do governo russo nesta segunda-feira.

 

Envolvidos em uma disputa com potências ocidentais, principalmente os EUA, desde 2014, após a anexação da Crimeia junto à Ucrânia e acusações de interferência em eleições, os russos têm tentado reconstruir laços desde a pandemia de coronavírus.

 

Eles enviaram ajuda médica à Itália e aos EUA para o combate à epidemia e ainda deram seu apoio ao histórico pacto sobre a oferta de petróleo, que pode ter implicações negativas para sua própria economia.

 

Os planos para cortes de oferta representam uma completa virada para a Rússia e a Arábia Saudita, que vinham ameaçando aumentar a oferta em uma disputa por participação no mercado desde o colapso de um acordo anterior entre a Opep e outros produtores no início de março.

 

Com ajuda do G20, líderes da Rússia, dos EUA e da Arábia Saudita se envolveram em uma série de negociações por telefone na semana passada para forjar o acordo, que deve retirar até 20 milhões de barris por dia (bpd) do mercado de petróleo, ou cerca de um quarto da oferta total.

 

“O presidente Putin teve na semana passada mais ligações telefônicas com o presidente Trump do que em todo o ano passado”, disse o chefe do fundo soberano russo, Kirill Dmitriev, à CNBC.

 

Trump disse que ajudou a negociar o acordo. Os EUA também concordaram em fazer cortes de oferta adicionais no lugar do México, ajudando a salvar o pacto após quatro dias de negociações.

 

“Esse é um exemplo de nós trabalhando juntos para o bem de nossas nações”, disse Dmitriev à CNBC, estimando que o acordo deve salvar mais de 2 milhões de empregos nos EUA.

 

Sem o acordo, os preços do petróleo poderiam seguir em colapso, caindo para abaixo de 10 dólares o barril, ante mais de 30 dólares agora, acrescentou ele.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais