SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   BTP adia aumento de preços e renegocia com clientes

BTP adia aumento de preços e renegocia com clientes


Fonte: Valor Econômico (13 de abril de 2020 )

A Brasil Terminal Portuário (BTP), operadora de contêineres em Santos, adiou o aumento de preços previsto para este mês e tem renegociado pagamentos com clientes e armadores em meio à crise do coronavírus.

 

“Todos terão que renegociar. O foco hoje é o fluxo de caixa. A BTP tem feito o que pode para apoiar, há um esforço grande para manter as operações rodando”, afirmou o presidente da companhia, Ricardo Arten, ao Valor.

 

A companhia decidiu cancelar o aumento em sua tabela de preços, que já havia sido enviada à Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) no mês passado e passaria a valer no dia 4 de abril. “Suspendemos o reajuste até que a crise [do coronavírus] passe”, afirma o executivo.

 

Em relação à situação financeira da própria empresa, Arten afirma que há caixa para atravessar a pandemia e que o endividamento é baixo, o que dá maior conforto. Ainda assim, a companhia estuda aderir às medidas de apoio oferecidas pelo governo federal nos últimos dias, para garantir que não haverá demissões em função da crise.

 

A BTP também não descarta a possibilidade de ter que pleitear um reequilíbrio econômico-financeiro de seu contrato, caso a crise provocada pela epidemia provoque um efeito significativo na movimentação.

 

No entanto, hoje, essa possibilidade não está no radar, diz o executivo. “Ainda é cedo para pensar nisso, porque não sentimos um impacto real”, afirma.

 

A movimentação no primeiro trimestre foi positiva e chegou até mesmo a superar as estimativas, segundo ele. Em abril, porém, já é esperado um impacto maior, com a redução das importações vindas da Ásia e Europa, além da perspectiva de redução na demanda interna, diz.

 

Arten também avalia que os planos de investimentos da companhia não serão revistos por conta da pandemia. O principal projeto de expansão da BTP segue travado, mas não por conta da crise do coronavírus. A ideia da companhia é pleitear uma renovação antecipada de seu contrato de arrendamento, que a princípio vence em 2027, em troca de novos investimos no terminal santista.

 

Para isso, porém, a empresa ainda precisará aguardar a avaliação de pleitos antigos de reequilíbrio econômico-financeiros na Antaq. Os pedidos já foram julgados, mas como há divergências, a BTP segue em discussão com a agência reguladora.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais