SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Fila de navios para exportar açúcar sobe para 22 embarcações, diz agência

Fila de navios para exportar açúcar sobe para 22 embarcações, diz agência


Fonte: Valor Econômico (9 de abril de 2020 )

A fila de navios nos portos brasileiros que esperam para o carregamento de açúcar para exportação soma 22 embarcações hoje, que devem sair com 790,2 mil toneladas, de acordo com lineup da agência marítima Williams Brazil. Em uma semana, seis navios entraram nas filas.

 

O volume a ser exportado pelas embarcações que estão agora nas filas já é 75% maior do que o registrado um ano atrás, quando havia menos de 450 mil toneladas para serem embarcadas.

 

Da quantidade a ser embarcada agora, 76% deve ser escoada pelo porto de Santos, 13% pelo de Paranaguá, 8% pelo de Maceió e 3% pelo de Recife.

 

Do total, 767,468 mil toneladas são de açúcar bruto (VHP), e 22,739 mil toneladas de açúcar refinado.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais