SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Crise de coronavírus pode custar ao mundo US$ 2 trilhões, afirma ONU

Crise de coronavírus pode custar ao mundo US$ 2 trilhões, afirma ONU


Fonte: Jornal do Brasil (11 de março de 2020 )

Economistas da ONU alertaram nesta segunda-feira que o surto do novo e mortal coronavírus poderia custar à economia global entre US$ 1 e US$ 2 trilhões este ano e exortou os governos a aumentar os gastos para mitigar seu impacto.

 

Um relatório da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio, Investimento e Desenvolvimento (UNCTAD) concluiu que a epidemia COVID-19 levará alguns países à recessão e retardará significativamente o crescimento da economia mundial como um todo.

 

De fato, o surto, que já infectou mais de 110.000 e matou mais de 3.800 pessoas em todo o mundo, deve empurrar o crescimento econômico global para bem abaixo de 2,5% ,”muitas vezes considerado como o limiar da recessão para a economia mundial”, afirmou a UNCTAD.

 

“Prevemos uma desaceleração da economia global para menos de 2% neste ano, e isso provavelmente custará US$ 1 trilhão” em comparação com a previsão de setembro, alertou Richard Kozul-Wright, chefe da divisão de globalização e estratégias de desenvolvimento da UNCTAD.

“A verdadeira questão agora é se essa previsão será otimista”, disse ele a repórteres em Genebra, acrescentando que, no pior cenário, até US$ 2 trilhões seriam perdidos.

 

Perda da confiança do consumidor e do investidor, desaceleração da demanda global, aumento da dívida e ansiedade generalizada do mercado são apenas alguns dos problemas que embaçam o horizonte econômico global.

 

O mundo corre o risco de sofrer uma “insolvência generalizada”, alertou a UNCTAD, acrescentando que “não é possível descartar um grande e repentino colapso dos valores dos ativos que marcaria o fim da fase de crescimento deste ciclo”.

 

No cenário mais dramático, as economias mais atingidas seriam os países que dependem fortemente das exportações de petróleo e outras mercadorias, bem como aqueles com estreitos laços comerciais com a China e outros países atingidos pela primeira vez pelo surto, descobriram os economistas da ONU.

 

A duração e a profundidade da crise dependerão da extensão do vírus, do tempo necessário para encontrar uma vacina, do nível de ansiedade na população e do impacto das medidas tomadas para controlar a epidemia nas economias, segundo o relatório.

 

Considerando que os bancos centrais sozinhos não serão capazes de enfrentar a crise, a UNCTAD pediu coordenação internacional entre as principais economias do mundo.

 

A “resposta política macroeconômica adequada precisará de gastos fiscais agressivos com investimentos públicos significativos”, afirmou a UNCTAD, pedindo infusões de dinheiro na economia da assistência, bem como “apoio social direcionado a trabalhadores, empresas e comunidades afetadas negativamente”.

 

“Os governos precisam gastar neste momento a tempo de evitar […] um tipo de cenário do dia do juízo final, no qual a economia mundial cresce apenas […] 0,5% este ano”, disse Kozul-Wright.

 

Nesse cenário, ele disse, “você está falando de um impacto de US$ 2 trilhões na economia global”. (Sputnik Brasil)


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais