SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Coronavírus derruba exportações e importações e China tem déficit de US$ 7 bilhões no 1º. Bimestre

Coronavírus derruba exportações e importações e China tem déficit de US$ 7 bilhões no 1º. Bimestre


Fonte: Comex do Brasil (10 de março de 2020 )

Beijing – O comércio exterior de mercadorias da China caiu 11% em termos anuais nos primeiros dois meses de 2020, para US$ 592 bilhões, em meio à perturbação causada pelo surto do novo coronavírus, segundo dados divulgados pela Administração Geral das Alfândegas (AGA).

 

De acordo com a AGA, as exportações diminuíram 17,2% em termos anuais, para US$ 292,5 bilhões, durante o período, e as importações reduziram 4%, para US$ 299,5 bilhões.

 

Com isso, a China registrou um  déficit comercial ficou em US$ 7,09 bilhões no primeiro bimestre do ano. Em 2019, a China obteve um superávit de U/s$ 41,5 bilhões nos dois primeiros meses do ano.

 

Os países da ASEAN se tornaram os maiores parceiros comerciais da China nos primeiros dois meses, com o volume comercial combinado aumentando 2%, para 594,1 bilhões de yuans (US$ 85,68 bilhões), respondendo por 14,4% do total.

 

Ao contrário da tendência de queda, o comércio da China com os países da Iniciativa do Cinturão e Rota somou 1,31 trilhão de yuans, crescendo 1,8% em termos anuais.

 

Entre janeiro e fevereiro, o comércio do país com a União Europeia, Estados Unidos e Japão diminuiu 14,2%, 19,6% e 15,3%, respectivamente.

 

O valor de importação e exportação vem mostrando uma tendência decrescente em fevereiro, disse um funcionário da AGA, acrescentando que 80,6% das empresas do comércio exterior pesquisadas já retomaram o trabalho.

 

A epidemia somente terá um impacto temporário no comércio exterior da China, e não alterará sua tendência de desenvolvimento positivo de longo prazo, segundo o funcionário.

 

A partir deste ano, a AGA divulgará os dados do comércio exterior dos primeiros dois meses juntos em março, de acordo com a divulgação dos dados do Departamento Nacional de Estatísticas.

 

(*) Com informações da Xinhua


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais