SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   China vai diversificar importações agrícolas e ampliar apoio à soja local, diz governo

China vai diversificar importações agrícolas e ampliar apoio à soja local, diz governo


Fonte: G1 (6 de fevereiro de 2020 )
Brasil é o principal exportador mundial de soja — Foto: Fábio Scremim/APPA

A China irá diversificar canais de importação, aumentar as aquisições de produtos agrícolas que atendam à demanda doméstica e intensificar o apoio ao cultivo de soja com alto rendimento, disse nesta quarta-feira (5) a imprensa estatal do país.

 

A decisão pode impactar as exportações brasileiras. Os chineses são os principais compradores de soja do Brasil, movimentando mais de US$ 20,5 bilhões em 2019.

 

A reiteração dos planos para impulsionar a produção doméstica de soja e diversificar importações faz parte dos esforços de Pequim para garantir segurança alimentar, especialmente depois de uma guerra comercial com os Estados Unidos, importante fornecedor de produtos agrícolas à China.

 

Em seu plano anual de políticas agrícolas, o governo chinês também disse que vai ajustar e melhorar o sistema de preço mínimo para compra de arroz e trigo.

 

A China impôs fortes tarifas aos produtos agrícolas norte-americanos em meio à escalada das tensões comerciais entre os países, o que reduziu significativamente as importações.

 

Nesse meio-tempo, Pequim tomou medidas para diversificar as origens de importações de grãos e farelos e para impulsionar a produção doméstica de oleaginosas, visando diminuir a dependência de produtos provenientes dos EUA.

 

Carne suína
Pequim também afirmou no documento que continuará trabalhando para acelerar a produção de porcos, após a peste suína africana dizimar o enorme plantel de suínos do país.

 

“Estabilizar a produção de porcos é uma prioridade máxima. Várias medidas devem ser tomadas para restaurar os níveis normais de produção até o final de 2020”, disse o governo.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais