SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   A história do Porto de Santos começa com o açúcar

A história do Porto de Santos começa com o açúcar


Fonte: Copersucar (4 de fevereiro de 2020 )

O Porto de Santos, até hoje o maior polo marítimo exportador de açúcar do país, foi criado para escoar a produção de açúcar, no início do século 16. Reza a lenda que, nessa época, o produto tornou-se moeda de troca na Vila de São Vicente (SP), fundada pelo fidalgo Martim Afonso de Souza, em 1532. Foi ele, também, o fundador do hoje chamado Engenho dos Erasmos, considerado o primeiro de grande porte no Brasil, que deu origem a outros e tornou a região um importante centro produtor de açúcar.

 

A professora do Departamento de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), Vera Lucia Amaral Ferlini, explica que o atracadouro de São Vicente foi preterido para receber o porto porque o desenho da orla era mais aberto e, portanto, mais vulnerável às intempéries e ao ataque de piratas, que cobiçavam o produto então bastante valorizado no mercado europeu, além de ter um calado menor do que o da orla santista. Assim, o primeiro trecho do que viria a se tornar o maior complexo portuário brasileiro consolidou-se no Lagamar do Enguaguaçú, que significa “grande enseada” em tupi e, hoje, é o centro da cidade de Santos (SP).

 

Por volta de 1630, o Brasil passa a ser o maior produtor mundial de açúcar. A produção para exportação se dava no planalto, e o açúcar chegava ao porto em lombo de mula até 1792, quando foi inaugurada a estrada Calçada do Lorena.

 

Segundo Vera Lucia Amaral Ferlini, todos os governadores locais, de 1670 até a Independência do Brasil, em 1822, esforçaram-se para incrementar o Porto de Santos, que se tornaria o grande exportador. O Porto de Santos operou com estruturas rudimentares até 2 de fevereiro de 1892, quando foram inaugurados os primeiros 260 metros de cais construídos. A partir daí, cresceu rapidamente, atravessando todos os ciclos econômico do país, tornando-se o maior complexo portuário da América Latina atualmente.

 

Terminal Açucareiro Copersucar (TAC)

Ponto estratégico para as atividades de exportação da companhia, o Terminal Açucareiro Copersucar (TAC), localizado no Porto de Santos, foi inaugurado em 1998 e, em 2013, teve sua estrutura ampliada. Hoje, tem capacidade de armazenagem estática de 300 mil toneladas de açúcar a granel, de atender embarcações de grande porte, acima de 70 mil toneladas, e de embarcar 5,4 mil toneladas/hora. A eficiência de recepção e descarga é de 36 mil toneladas/dia, podendo carregar até 60 mil toneladas/dia em navios.


Mais lidas


    A desestatização do Porto de Santos deve ser concluída até o fim de 2022, de acordo com o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários no Ministério da Infraestrutura, Diogo Piloni, durante o III Congresso de Direito Marítimo e Portuário. De acordo com ele, a consulta pública deve ser aberta até o fim […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Por causa da curvatura da Terra, a distância na qual um navio pode ser visto no horizonte depende da altura do observador.   Para um observador no chão com o nível dos olhos em h = 7 pés (2 m), o horizonte está a uma distância de 5,5 km (3 milhas), cada milha marítima igual a 1.852 […]

Leia Mais