SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Dragagem   /   A dragagem posicionou o Equador em clube portuário adequado para navios de 14.000 TEU

A dragagem posicionou o Equador em clube portuário adequado para navios de 14.000 TEU


Fonte: TradeNews (22 de janeiro de 2020 )

O Equador deu outro passo para se posicionar nas cadeias de suprimentos globais como uma alternativa na costa oeste da América do Sul.

 

Na semana passada, Guayaquil foi um dos portos do Pacífico que provou estar em posição de receber o maior navio que até agora estava nos portos da costa oeste: a Esplanada da APL, com 368 metros de comprimento e 52 de largura.

 

Calado

A Esplanada entrou com um calado de 10,5 metros. Até um ano atrás, o limite de profundidade era de 9,75 metros, o que inviabilizava a entrada desse navio de 14.000 TEU, que conecta serviços entre a Ásia e as Américas.

 

No início de 2019, no Equador, foi oferecida a dragagem do passe Los Goles, um fundo rochoso cuja abertura foi concedida a Jan de Nul , também responsável por 25 anos de manutenção do canal, um investimento de US $ 100 milhões em nome da concessionária que Recupere com cobrança de pedágio.

 

Fontes da empresa belga destacaram em diálogo com o Trade News que a dragagem “foi realizada em tempo recorde”.

 

“Entre janeiro e outubro de 2019, o que foi feito em dois anos foi alcançado. Ou seja, a abertura e uma profundidade de 12,5 metros ”, disseram.

 

Posicionamento

Guayaquil pretende atingir uma profundidade de 14 metros, em conformidade com o padrão de navios maiores que chegam às Américas.

 

O terminal do Equador é o sétimo em operações na América Latina, com um volume anual de pouco mais de 2 milhões de TEU.

 

De acordo com o ranking atualizado anualmente pela Cepal, o sistema portuário de Buenos Aires (Puerto Nuevo e Dock Sud) ocupa o nono lugar (com 1,8 milhão de TEUs).

 

A entrada recorde para o Equador não foi apenas possível devido à extensão do píer realizada pelo Terminal Portuário de Guayaquil (TPG), mas também pelas obras de abertura, aprofundamento e manutenção do canal de entrada de 93 km, realizado em 2019 por a empresa belga Jan de Nul.


Mais lidas


Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

  O município de Balneário Barra do Sul, no litoral norte de Santa Catarina, poderá ganhar um empreendimento portuário vinculado a um complexo empresarial e de serviços. O empreendimento projetado – por ora é só isso, uma intenção – é denominado “Super porto BBS”. Dizem os investidores potenciais que o negócio poderá ocupar área de […]

Leia Mais