SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Porto do Itaqui se prepara para 2020

Porto do Itaqui se prepara para 2020


Fonte: Porto do Itaqui - EMAP (3 de janeiro de 2020 )
Foto: EMAP

Para manter as condições que fazem do Itaqui o porto público mais profundo do Brasil, a EMAP – Empresa Maranhense de Administração Portuária realiza, neste início de ano, serviço de dragagem de manutenção nos berços 100 a 104. O trabalho integra o pacote de obras de manutenção e melhorias da infraestrutura que têm por objetivo preparar o porto para a entrada em operação de novos terminais e a segunda fase do Tegram – Terminal de Grãos do Maranhão.

 

“Após o recorde histórico de mais de 25 milhões de toneladas em 2019, o que representa aumento de mais de 12% em relação ao volume movimentado em 2018, precisamos estar preparados para atender demandas ainda maiores. Para este ano temos a previsão de chegar aos 14 milhões de toneladas de grãos, com a segunda fase do Tegram, e aos 3,5 milhões de toneladas de fertilizantes com a nova estrutura do terminal da COPI”, afirma o presidente do Porto do Itaqui, Ted Lago.

 

Além da dragagem, estão previstas para este ano obras de recuperação estrutural dos berços e manutenção das defensas, pavimentação de vias e manutenção dos sistemas elétrico e de combate a incêndio, dentre outras.

 

Em razão de fatores naturais, como o assoreamento, o serviço de dragagem é uma necessidade de todos os portos para a manutenção periódica das condições originalmente licenciadas e/ou homologadas junto à Autoridade Marítima, garantindo a produtividade e a segurança das operações. O serviço será executado pela empresa Rohde Nielsen do Brasil e a previsão é de que esteja concluído ainda em janeiro.

 

Com a obra o Itaqui mantém um de seus importantes diferenciais competitivos, a profundidade, fica pronto para uma nova etapa de crescimento e, principalmente, garante a atracação de navios de grande porte (com maior capacidade de carga).

 

Os oito berços do Itaqui possuem entre 13 e 19 metros de profundidade, o que permite a atracação de navios de grande porte, contribuindo para reduzir o custo do frete por tonelada e a fila de espera de navios. Isso também torna o porto mais sustentável, uma vez que é possível transportar volumes maiores em cada viagem.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais