SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Ampliar a ambição climática é o principal tema da COP 25, iniciada em Madrid

Ampliar a ambição climática é o principal tema da COP 25, iniciada em Madrid


Fonte: Portos e Navios (5 de dezembro de 2019 )

Do último encontro dos líderes mundiais, no COP 21, realizado na França em 2015, quando foi criado o Acordo de Paris com o objetivo de minimizar as consequências do aquecimento global, até o novo encontro do COP 25 em Madrid, na Espanha, os deveres de casa foram um tanto limitados.

 

O Brasil participou das últimas edições e também fará parte desta, com a possibilidade de talvez ser repreendido por conta dos sucessivos incêndios nas florestas brasileiras, em especial a Amazônia.

 

De acordo com o último levantamento realizado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), a emissão global de gases do efeito estufa precisa cair 7,6% ao ano entre 2020 e 2030. Caso isso não aconteça, o mundo não conseguirá alcançar a meta de limitar o aumento da temperatura em 1,5 ºC.

 

Para que isso possa ser uma realidade, a ambição dos países deverá ser cinco vezes maior, ou seja, será necessário reduzir as emissões em 45% até 2030 e atingir a neutralidade em 2050. Esse será o maior debate entre os líderes mundiais, visto que muitos países ainda se encontram com uma série de desvantagens.

 

É um desafio difícil, mas necessário. O homem trava diariamente a sua guerra contra o planeta, porém esquece que sem planeta não há vida. A COP 25 será presidida pelo governo do Chile, com o apoio logístico, enquanto a sede do evento, do governo da Espanha.

 

No seu primeiro pronunciamento, o chefe da ONU, Antonio Guterres, apontou que a biodiversidade na terra e no mar está sob ataque severo. Lamentou também a falta de vontade política de alguns países em inovar e buscar energias alternativas, mudando a velha matriz industrial.

 

Este encontro será marcado por debates políticos de possíveis acordos e alianças — uma aliança pelo planeta e, em especial, pela manutenção de vida na Terra e todas as formas de vida.

 

 

 

Rodrigo Berté é diretor da Escola Superior de Saúde, Biociências, Meio Ambiente e Humanidades do Centro Universitário Internacional Uninter

 


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais