SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Eventos   /   Projeto que enviou algodão baiano ao espaço é o vencedor de prêmio

Projeto que enviou algodão baiano ao espaço é o vencedor de prêmio


Fonte: Grupo Cultivar (4 de dezembro de 2019 )

A comemoração foi grande entre os estudantes Alyne, Isadora, Luiz Carlos e Wendell, da Escola Maria Edith Rodhen, em Roda Velha, município de São Desidério no Oeste da Bahia, ao receberem a confirmação de que foram os grandes vencedores do Projeto Garatéa, gerido por instituições como a Universidade de São Paulo (USP),  Ministério da Ciência e Tecnologia e que tem como conselheiros, representantes da NASA.  Após sete meses de muito estudo e sob a orientação incansável da professora Daysa de Azevedo, o projeto de pesquisa ‘Viabilidade da resistência da fibra do algodão em altos índices de radicação solar quando submetido a ambiente estratosférico’, confirmou o primeiro lugar na competição nacional.

 

Com o apoio da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (Abapa), os alunos realizaram toda a pesquisa necessária e a viagem até a cidade de São Carlos (SP), em agosto passado, quando apresentaram a proposta a uma banca composta por 38 professores da USP e da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). A parte mais aguardada, foi o lançamento, em uma sonda espacial, do algodão colhido em terras baianas, ao espaço. O objetivo foi comparar como a fibra se comporta quando exposta a condições extremas. Outras duas amostras foram submetidas a diferentes situações. Uma ficou no laboratório, em ambiente estável, e outra, foi mantida na escola e exposta ao sol, por 15 minutos, durante 30 dias. Os resultados surpreenderam a equipe e aos professores da banca.

 

“A sonda permaneceu cerca de 38 minutos em ambiente estratosférico, caiu, foi resgatada e o experimento encaminhado ao Centro de Análises de Fibra da Abapa, o maior da América Latina, onde passou por minuciosa análise. O resultado foi um engrossamento da fibra e aumento da viabilidade genética, porém, perdeu brilho e coloração. O relatório final foi enviado para a USP, para a última avaliação”, explica a professora Daysa.

 

A equipe representante do Oeste da Bahia conquistou o 1° lugar nacional com o melhor experimento técnico, melhor engajamento social e melhor metodologia científica, além da premiação especial de melhor apresentação em equipe e individual do projeto. Uma vitória bastante comemorada. “Ganhar o primeiro lugar, em uma olimpíada que teve projetos de diversas regiões concorrendo, é muito importante para nós.  Acredito que essa experiência nova, que tem proporcionado grande crescimento para os participantes, vai abrir novos horizontes e nos encorajar a desenvolver coisas ainda maiores no futuro”, destaca a aluna Aline Lima.

 

A entrega dos certificados da competição mobilizou familiares e amigos dos estudantes na escola, na quinta-feira (28). O presidente da Abapa Júlio Cézar Busato participou do momento. “São iniciativas como esta que nos dão certeza de que a educação é o caminho para que as mudanças ocorram. Estes jovens são exemplos para outros alunos que com garra e estudo se chega longe. Para a Abapa é uma satisfação fazer parte desta história de sucesso, continuaremos apoiando idéias e projetos nestes formatos. Parabéns a equipe, uma equipe de muita fibra”, disse o presidente.

 

Medalhistas e o acesso a universidades

A participação de estudantes do Ensino Médio em competições nacionais pode garantir aos acumuladores de medalhas, o acesso, sem vestibular ou Enem, aos bancos de algumas das principais universidades do Brasil. A ideia pioneira é da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) que já reserva vagas para os medalhistas bem-sucedidos. Estão em via de adesão também a Estadual Paulista (Unesp) e a USP. Um estímulo a mais para os estudantes se engajaram em projetos de pesquisa que garantam acesso ao ensino superior.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais