SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Impactos positivos e negativos da desestatização da Codesa

Impactos positivos e negativos da desestatização da Codesa


Fonte: Porto e Notícias (4 de dezembro de 2019 )

Representantes de diversos Poderes e setores irão analisar e acompanhar o processo para ampliar o debate sobre o assunto e melhorar as atividades portuárias no Estado.

 

Através da Comissão de Infraestrutura (CoinfraES), a Assembleia Legislativa do Espírito Santo irá construir um Grupo de Trabalho composto por representantes de diversos setores, órgãos e entidades que irão analisar, acompanhar e debater o processo de desestatização da Companhia de Docas do Espírito Santo (Codesa). O intuito é universalizar as conversas e melhorar a atividade portuária no Estado.

 

“Precisamos acompanhar todo esse processo e construir a várias mãos o melhor caminho para os portos capixabas, envolvendo gente que conhece o Espírito Santo, o setor e torce para um Estado que cresce, se desenvolve e seja cada vez melhor para o cidadão e para o setor produtivo”, comentou o presidente da CoinfraES, deputado estadual Marcelo Santos.

 

Na manhã desta terça-feira (3), o parlamentar se reuniu com Marcos Kneip, secretário de Estado de Desenvolvimento (Sedes), para apresentar o Grupo de Trabalho. “Vamos poder colaborar, e muito, com esse debate que considero como um dos mais importantes para o Espírito Santo nos dias de hoje e que pode promover um forte desenvolvimento do setor portuário capixaba”, comemorou Kneip.

 

O Grupo será composto por representantes do Poder Legislativo do Estado; da Codesa; da Sedes; do Sindicato do comércio de exportação e importação do estado do Espírito Santo (Sindiex); do Sindicato da Indústria de Rochas Ornamentais, Cal e Calcários do Espírito Santo (Sindirochas); do Centro Brasileiro dos Exportadores de Rochas Ornamentais (CentroRochas); do Sindicato das Empresas de Transportes de Cargas e Logística no Estado do Espírito Santo (Transcares); do Centro do Comércio do Café de Vitória (CCCV); do Sindicato do Comércio Atacadista e Distribuidor do Espírito Santo (Sincades); da Associação dos Empresários de Vila Velha (Assevila); da Federação das Indústrias do Estado do Espírito Santo (Findes); da Câmara Municipal de Vitória (CMV); da Câmara Municipal de Vila Velha (CMVV); da Prefeitura Municipal de Aracruz; e do Espírito Santo em Ação (ES em Ação).


Mais lidas


O Covid-19 na Baixada Santista vem deixando uma alta taxa de ocupação de leitos na rede hospitalar na região. Atentos a isso e solidários a nossa população, vamos promover ações no Porto, para garantir cumprimento dos protocolos sanitários já definidos. Tudo isso através das competências da Santos Port Authority (SPA), do Sindicato dos Operadores Portuários […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais