SOPESP NOTÍCIAS

Home   /   Infraestrutura e Investimentos   /   Usiminas, Gerdau e CSN: por que ninguém deu bola para Trump hoje?

Usiminas, Gerdau e CSN: por que ninguém deu bola para Trump hoje?


Fonte: Money Times (3 de dezembro de 2019 )
Blindagem: ações da CSN foram as que mais subiram no pregão (Imagem: Divulgação/CSN)

 

Tinha tudo para ser uma segunda-feira terrível para as siderúrgicas brasileiras. Logo pela manhã, o presidente dos Estados UnidosDonald Trumptuitou que pretende elevar as tarifas de importação do aço do Brasil e da Argentina, usando, como justificativa, a desvalorização do real e do peso – algo que geraria uma concorrência desleal.

 

A devastação, contudo, não veio. Pelo contrário: as ações das principais siderúrgicas do país encerraram o dia com altas acima do Ibovespa. Por volta do fechamento, apenas um papel da Usiminas, a preferencial PNB N1 (USIM6), operava em queda de 0,25%, sendo negociada a R$ 7,88.

 

Os demais papéis subiam fortemente. Para as outras ações da Usiminas, as altas eram de 1,83% (USIM3) e 2% (USIM5), cotadas a R$ 9,46 e R$ 8,68, respectivamente. As ações ordinárias da CSN (CSNA3) subiam 5,73%, para R$ 13,28. Já a Gerdau (GGBR4) avançava 2,65%, com os papéis cotados a R$ 17,45.

 

No mesmo instante, o Ibovespa marcava 108.927 pontos – uma alta de 0,64%.

 

Para o BB Investimentos, o movimento não é nenhum contrassenso. Em relatório assinado pela analista Gabriela Cortez, a gestora lista alguns motivos para não encarar a declaração de Trump como o fim do mundo. O primeiro, e mais óbvio, é que Trump é… Trump, e pode mudar de ideia com a velocidade de um tweet.

 

A analista lembra que, no ano passado, o presidente americano tumultuou o mercado mundial de produtos siderúrgicos, ao anunciar a intenção de sobretaxar o aço em 25%, e o alumínio, em 10%. Tempos depois, Trump recuou e, em troca, negociou um sistema de cotas por país que vigora até hoje.

Força própria

O segundo motivo para acalmar os ânimos é a recuperação do mercado doméstico. O BB Investimentos observa que o aumento das exportações para os Estados Unidos foi uma válvula de escape para as siderúrgicas nacionais, diante da forte recessão de 2015 e 2016. Mas, desde a adoção das cotas pelos americanos, as companhias têm redirecionado suas vendas no exterior.

 

Outra razão é que as cotas brasileiras para 2019 já foram praticamente cumpridas. Se houve alguma sobretaxa neste fim de ano, dificilmente nossas exportações seriam prejudicadas. Por isso, o BB Investimentos estima um impacto nulo sobre os resultados das empresas no quarto trimestre.

 

Vantagem: Gerdau pode lucrar com sobretaxa americana ao aço brasileiro (Imagem: Divulgação/Gerdau/Instagram)

 

Já para o ano que vem, a expectativa é de que a aceleração da economia brasileira compense qualquer contratempo no exterior.

 

“Assim, em nossa opinião, para 2020, o efeito de tal taxação deve ser bastante limitado, especialmente no caso de a economia brasileira continuar a melhorar efetivamente, o que poderá impulsionar a demanda no mercado doméstico”, afirma a analista.

 

Para ser mais exato, é possível até algum ganho para os brasileiros. A Gerdau, por exemplo, possui plantas nos Estados Unidos e, portanto, a restrição às importações pode impulsionar as vendas das unidades locais. Das empresas listadas em bolsa, a Usiminas pode ser a mais prejudicada, de acordo com o BB Investimentos, pois suas exportações estão acima da média de suas concorrentes.


Mais lidas


Os dados divulgados pela Autoridade Portuária de Santos (APS), em seu balanço operacional de março, apontam um recorde histórico na movimentação de cargas. Foram mais de 15,16 milhões de toneladas que passaram pelos terminais do Porto de Santos, um crescimento de 10,4% comparado com a marca histórica anterior, conquistada em agosto de 2020.   O […]

Leia Mais

Através de um investimento de 100 milhões de euros, a Tesla irá entregar os dois primeiros navios porta-contêinereselétricos à Holandesa Port-Liner, em Agosto.   Após a entrega, a Tesla entregará ainda mais seis navios com mais de 110 metros de comprimento, com capacidade para 270 contentores, que funcionarão com quatro caixas de bateria que lhes […]

Leia Mais

Os assistidos pelo Instituto Portus de Seguridade Social, o fundo de pensão dos portuários, obtiveram importante vitória na Justiça. O juiz José Alonso Beltrame Júnior, da 10ª Vara Cível de Santos, concedeu liminar em que determina a suspensão do aumento na contribuição dos participantes da ativa e aposentados.   A ação civil pública foi promovida […]

Leia Mais